Google completa compra da Motorola, que ganha novo CEO

Rafael Silva
Por

O Google anunciou hoje que finalmente completou o acordo de compra da conhecida fabricante americana de celulares Motorola Mobility. A proposta da compra foi feita em agosto do ano passado e até agora estava passando pelo lento processo de aprovação dos órgãos reguladores americanos e europeus. No final de 2011 a União Europeia quase barrou a compra, mas com um pouco mais de análise, liberou em fevereiro.

Ao todo, o Google pagou 12,5 bilhões de dólares na Motorola, o maior valor que eles já investiram na compra de uma empresa. Além de fechar a compra, o Google se certificou de que a empresa vai ter a mesma linha de pensamento ao aplicar uma atitude bem simples: trocou o CEO da fabricante por um dos seus. Sanjay Jha, que estava no cargo de CEO da Motorola desde agosto de 2008, foi trocado por Dennis Woodside, executivo da gigante da web.

Dennis à esquerda, Sanjay à direita: dança das cadeiras

A troca de CEOs já estava prevista desde fevereiro, mas com a compra essa transição realmente deve começar para valer. Segundo pessoas familiares com as negociações, Jha pode estar embolsando nada menos de 66 milhões de dólares para deixar o cargo. Woodman, por sua vez, está com o Google desde 2003 e seu cargo até agora era vice-presidente de operações para Américas.

O CEO do Google já disse que as empresas vão continuar operando separadamente e também garantiu que a aquisição não foi puramente por causa das patentes. Na prática, então, isso não deve mudar muita coisa para o consumidor final. O que levanta a questão: por que, então, comprá-la?

Relacionados

Relacionados