Palm Pre espia usuários e envia dados do GPS para nave mãe

Rafael Silva
Por
palmpremaps

Palm Pre rodando Google Maps (+)

O Palm Pre foi um dos gadgets mais antecipados do ano. Anunciado na CES 2009, ele foi chamado de “última esperança da Palm para continuar no mercado”. E, ao que parece, atingiu esse objetivo. Entretanto, a Palm foi um pouco além do permitido quando se trata da privacidade do usuário.

O desenvolvedor de aplicativos móveis e dono de um Palm Pre Joey Hess, notou que todos os dias seu aparelho envia dados para o site ps.palmws.com através de uma simples conexão HTTPS. Alguns dos dados enviados são apenas informações sobre travamentos do webOS, sistema que roda no Pre. Mas o que mais chamou a atenção de Hess foi ver sua exata localização no meio das informações. A longitude e latitude estavam sendo enviadas para servidores da Palm usando a conexão de dados da rede celular sem o seu consentimento ou controle.

Em resposta a essa acusação, a empresa disse à PCWorld que “a Palm leva a privacidade à sério e oferece aos usuários maneiras de ativar ou desativar os serviços coletores de dados”. Também disseram que a política de privacidade deles “é como muitas outras políticas da indústria” e que o “objetivo é oferecer uma ótima experiência ao usuário”. Como exemplo, citam que se os serviços de localização estiverem ativados, eles coletam os dados para poder mostrar informações locais relevantes no Google Maps.

Ainda assim, a única saída que Hess encontrou para desligar essa espécie de escuta foi modificar arquivos do sistema operacional e instalá-los manualmente. [Slashdot / PCWorld]

Relacionados

Relacionados