Arquivo Internet

Rapidshare vai excluir arquivos excedentes de usuários gratuitos

Quem tem mais de 5 GB no serviço deve assinar plano ou baixar os arquivos. E rápido.

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Já faz algum tempo que o serviço de armazenamento de arquivos Rapidshare tem sido abandonado pelos seus usuários. Os principais motivos foram os problemas de velocidade de download e mudanças na política de privacidade, ambos aplicados depois da queda do Megaupload no começo de 2012. Agora o serviço pode ter cavado sua própria cova: o Rapidshare vai excluir dados de usuários gratuitos.

Rapidshare: mudando seu modelo de negócios quando for conveniente. Para eles.

Rapidshare: mudando seu modelo de negócios quando for conveniente. Para eles.

No passado, o modelo de negócios do Rapidshare incluia oferecer armazenamento infinito para usuários gratuitos do serviço. Mas a partir do dia 3 de abril, o que era ilimitado para a ter 5 GB de limite. Se um usuário tiver mais do que 5 GB na sua conta depois desse dia, os arquivos serão excluídos e os dados serão perdidos para sempre no éter da internet.

O Rapidshare ofereceu duas opções para quem não quiser perder seus dados: baixe todos os arquivos ou pague uma mensalidade que contemple a quantidade de dados armazenados. O problema da primeira opção é o limite de download diário, que é de 5 GB. Quem escolher a segunda opção, pagar pelos planos, pode comprar 250 GB de armazenamento por 10 dólares ao mês.

Portanto, qualquer pessoa que tiver mais de 75 GB armazenados no serviço e não quiser pagar, vai perder todos os dados que não conseguir tirar de lá. Mas com a quantidade de acessos que o site perdeu nos últimos meses e as constantes mudanças (ruins) feitas pelos seus administradores, não espero que nenhum usuário não-pagante tenha se dado ao trabalho de fazer o upload de 75 GB de arquivos.


Com informações: TorrentFreak.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque