Eis um problema: sua esposa está grávida e o nascimento de seu filho está previsto para acontecer justamente no dia em que você terá um compromisso de trabalho inadiável, a 4.000 km de distância. O que fazer? Esse caso é real e aconteceu na Austrália. Para acompanhar o importante momento, o pai usou óculos de realidade virtual que lhe permitiram assistir ao parto e interagir com a mulher em tempo real, como se ele estivesse presente no local.

De acordo com a Forbes, a sala de parto foi preparada pela Samsung para promover o Gear VR, óculos de realidade virtual desenvolvidos em parceria com a Oculus. O acessório, anunciado durante a IFA 2014, em Berlim, é compatível com o Galaxy Note 4 e usa o smartphone como tela, fonte de energia e cérebro. Nos Estados Unidos, os óculos são vendidos por US$ 199,99.

gear-vr-parto-2

O parto aconteceu no dia 20 de fevereiro em Perth, no oeste da Austrália. O pai, Jason Larke, tinha um compromisso de trabalho na remota cidade de Chinchilla, no estado de Queensland, leste do país. A Samsung instalou múltiplas câmeras na sala de parto para dar a sensação de realidade virtual: quando o pai virava a cabeça para a esquerda, ele conseguia enxergar o que havia no lado esquerdo da sala. A transmissão aconteceu ao vivo, pela internet.

O vídeo abaixo mostra toda a história, desde os preparativos, passando pelo parto em si e terminando com Jason finalmente encontrando com seu filho pela primeira vez. Ou segunda. Enfim, você entendeu. Prepare o lencinho:

gear-vr-parto-3

gear-vr-parto-4

gear-vr-parto-5

gear-vr-parto-6

gear-vr-parto-7

gear-vr-parto-8

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Relacionados