Arquivo Carro

O que um Tesla enxerga quando está dirigindo sozinho dentro da cidade

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Os carros da Tesla estão vindo com tecnologia de condução totalmente autônoma, para que o motorista não precise colocar as mãos no volante em nenhum momento, como nos veículos do Google. O sistema da Tesla ainda não está liberado, mas a fabricante está divulgando uma série de vídeos demostrando um protótipo da tecnologia. E o último mostra o que um Tesla enxerga enquanto dirige sozinho por aí.

tesla-s-autonomo

Este vídeo da Tesla, com pouco mais de três minutos de duração e Paint It Black como trilha sonora por algum motivo que ainda não descobri, mostra um Model S dirigindo em vias urbanas, além de três câmeras destacando o que o carro está “vendo”, entre faixas de pistas, objetos nas estradas e placas de sinalização:

O motorista está atrás do volante por razões legais, já que o Model S não está autorizado a andar sozinho pelas ruas da cidade — mas ele não assume o controle da direção ou dos pedais em nenhum momento. O trajeto começa com o carro saindo do estacionamento por conta própria. Depois, o veículo passa por cruzamentos e estradas com presença de pedestres, ciclistas e outros automóveis.

Para mim, o sistema de condução autônoma ainda parece seguro “demais”. Repare como, em 1min31s, o veículo para totalmente devido a presença de pedestres correndo ao lado da pista (era possível seguir com segurança). Aos 2min33s, o Model S também freia no meio da estrada quando um carro se aproxima na faixa do outro sentido. São falhas que não deveriam acontecer: parece até que o carro “travou”.

tesla-model-s-interior

Claro, o final é particularmente interessante, quando você questiona por que o motorista deixou o Model S no meio da rua. Eis que, de repente… o carro começa a estacionar sozinho.

É um bom avanço em relação ao piloto automático disponível atualmente nos carros da Tesla: o modo semiautônomo permite manter o veículo na pista, com uma velocidade compatível com a dos outros carros, e estacionar o automóvel sozinho. O Enhanced Autopilot, que será liberado até dezembro, permitirá que o carro ande em vias mais complexas e pegue a saída de uma rodovia automaticamente. No Full Self-Driving, você praticamente não precisará mais fazer nada.

O novo hardware de condução autônoma da Tesla, composto por oito câmeras, sensores ultrassônicos e radar frontal de detecção de veículos, já está vindo nos carros produzidos pela empresa, mas o software ainda não está pronto — ele deve ser liberado até 2018, dependendo da aprovação dos órgãos regulatórios. Quem quiser ativar o Full Self-Driving deverá pagar até US$ 10 mil.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque