Arquivo Aplicativos e Software

Mozilla reclama de posição de navegadores na tela de escolha do Internet Explorer

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Estava demorando. Mas finalmente algum grande desenvolvedor de navegador decidiu reclamar da tela de escolha que estará presente no Internet Explorer, a fim de que o usuário opte conscientemente por um browser. E a reclamação veio logo da Mozilla.

firefox-a-gente-primeiroEssa história já é antiga: a Comissão Europeia, em uma investigação antitruste, determinou que a MS permitisse ao usuário escolher o navegador padrão do sistema operacional. Com isso, o Internet Explorer será distribuído junto com o Windows, mas só se tornará o aplicativo padrão caso o usuário do computador opte por isso. Claro que os outros navegadores estão de olho na possibilidade de ganhar novos usuários.

Na tela de escolha inicial, a Microsoft queria que a participação de mercado do navegador definisse a ordem de apresentação das opções. O Internet Explorer, obviamente, seria o primeiro a aparecer. Mas a Comissão Europeia não gostou muito da ideia.

A segunda proposta da Microsoft foi que os browsers fossem apresentados por ordem alfabética de fabricante. Sortuda, a Apple seria a primeira opção, com o Safari. O Google estaria em segundo com o Chrome e a MS em terceiro com o IE.

Jenny Boriss, designer do Firefox, expôs toda a raiva dela: “Essa ordem é a pior opção possível. Usuários do Windows que virem [a tela de escolha] com o design atual tenderão a fazer somente duas escolhas: Internet Explorer porque já estão familiarizados com ele ou Safari porque é o primeiro item”.

A designer defende que a ordem de navegador seja por participação de mercado, com um porém: com o Internet Explorer no fim da lista. Nesse caso, o Firefox seria a primeira opção da lista. Mas não para por aí, Boriss também defende que o IE seja removido completamente da lista.

Folgada, não? [Gizmodo]

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque