Arquivo Celular

Na China, usuários do Android pagam para fingir que têm iPhone

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Conhecida por falsificar toda a sorte de produtos, a China conseguiu se superar ao falsificar também uma assinatura eletrônica. Um serviço disponível para usuários de um aplicativo de mensagens instantâneas chamado QQ promete (e aparentemente cumpre) alterar as configurações de tal forma que as mensagens enviadas por ele pareçam sair de um iPhone no lugar de um Android.

Crédito: Penn Olson

A modificação é paga, mas o anúncio é bem convincente: “O iPhone é muito caro e você não precisa gastar todo esse dinheiro para impressionar seus amigos”, diz um deles. Custando por volta de 1,25 dólar ao mês, o serviço é feito por terceiros que usam o login e senha do usuário no QQ para alterar o avatar e depois envia uma versão modificada do aplicativo para ser instalado no Android, que por sua vez insere modifica a tagline das mensagens para fingir ser a versão para iPhone.

O serviço é oferecido por diversas pessoas pelo site Taobao (uma espécie de Mercado Livre da China) e o vendedor com maior número de vendas já executou o serviço para 329 pessoas somente esse mês. Também há uma modificação mais cara, que faz com que o usuário pareça ser dono de um iPad. Veja alguns exemplos de anúncios aqui e outro aqui).

Em tempo: achei isso um fato curioso apenas e decidi postar sobre. Portanto, aos leitores mais nervosos peço que economizem os comentários contendo “tendencioso!” para a próxima. 😉

Com informações: The Next Web, Penn-Olson.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque