Início / Guias / Celular /

A diferença entre os chips MediaTek Helio e Dimensity [Série P e G]

Conheça a diferença entre os chips MediaTek Helio e Dimensity; a fabricante taiwanesa tem diversos modelos para equipar smartphones mais e menos exigentes

Wagner Pedro

Por

Guia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A MediaTek é uma das maiores fabricantes de chips do mundo. A empresa tem um catálogo com diversos modelos, uns com tecnologias avançadas, como o Dimensity 9000, e aqueles voltados para consumidores menos exigentes, como o Helio G80, por exemplo. Abaixo, vou te explicar a diferença entre os processadores da marca taiwanesa, para mostrar para qual público eles são destinados e ajudar você a entender melhor o componente que está no seu próximo ou atual smartphone.

MediaTek (Imagem: Divulgação/MediaTek)
MediaTek (Imagem: Divulgação/MediaTek)

Flagships

Dimensity 9000

Dimensity 9000 (Imagem: Divulgação/MediaTek)
Dimensity 9000 (Imagem: Divulgação/MediaTek)

O Dimensity 9000 é o chip mais potente já desenvolvido pela MediaTek. Esse modelo inaugura uma série de novas tecnologias, como processo de fabricação de 4 nanômetros e GPU com arquitetura ARMv9. O componente também traz um núcleo Cortex-X2 de alta performance, suporte a telas Full HD+ de 180 Hz, câmeras de até 320 megapixels e processamento Ray Tracing através da API Vulkan.

  • Data de lançamento: novembro de 2021;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 3,05 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: nenhum — até o momento.

Dimensity 1200

Poco F3 GT (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Poco F3 GT (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Dimensity 1200, construído em 6 nanômetros, entrega um núcleo Cortex-A78 de 3,0 GHz para alta performance, modem 5G integrado com suporte a frequências inferiores a 6 GHz (sub-6 GHz), compatibilidade com telas de até 168 Hz e câmeras de 200 megapixels. Ele também traz Wi-Fi 6 e consegue gravar vídeos em 4K a 60 fps.

  • Data de lançamento: janeiro de 2021;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 3,0 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Xiaomi 11T, Poco F3 GT e OnePlus Nord 2 5G.

Dimensity 1000+

Redmi K30 Ultra (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi K30 Ultra (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Dimensity 1000+ foi, por um bom tempo, um dos melhores processadores da MediaTek. Esse modelo, fabricado na litografia de 7 nanômetros, chegou ao mercado com suporte a telas de 144Hz, tecnologia MiraEngine para aprimorar vídeo SDR e convertê-lo para HDR10+, modem 5G integrado com velocidades de 4,7 Gb/s para download e 2,5 Gb/s para upload, câmeras de 80 megapixels e GPU Mali-G77 MP9.

  • Data de lançamento: maio de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,6 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Realme X7 Pro, Redmi K30 Ultra e Honor V40 5G.

Intermediários 5G

Dimensity 920

Xiaomi 11i (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Xiaomi 11i (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Dimensity 920 é o processador intermediário mais potente da marca. Fabricado em 6 nanômetros para maior desempenho e economia de energia, esse componente traz núcleos Cortex-A78, suporte a telas de 120 Hz, câmeras de 108 megapixels, armazenamento UFS 3.1 e gravação de vídeos em 4K com HDR. Outras características incluem: modem 5G, Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.2.

  • Data de lançamento: agosto de 2021;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,5 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Vivo V23 5G, Redmi Note 11 Pro (China) e Xiaomi 11i.

Dimensity 820

Redmi 10X 5G (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi 10X 5G (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Dimensity 820, fabricado no processo de 7 nanômetros, chegou ao mercado com especificações interessantes. Além de um modem 5G integrado, o chip tem núcleos Cortex-A76 com velocidade aprimorada, GPU Mali-G57 MC5, suporte a câmeras de 80 megapixels, telas de 120 Hz, gravação de vídeos em 4K e APU 3.0, que melhora o processamento de imagens e reconhecimento facial.

  • Data de lançamento: maio de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,6 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Redmi 10X 5G e Vivo S7t.

Dimensity 800U

Motorola Edge 20 Fusion (Imagem: Divulgação/Motorola)
Motorola Edge 20 Fusion (Imagem: Divulgação/Motorola)

O Dimensity 800U foi (e ainda é) um dos chips mais usados da MediaTek. Com modem 5G integrado, esse processador de 7 nanômetros consegue alcançar velocidades de download de até 2,3 Gb/s, tem núcleos Cortex-A76 para maior desempenho, suporte a telas de 120 Hz, câmeras de 64 megapixels e gravação de vídeos em 4K. Ele também entrega compatibilidade com memória RAM LPDDR4x e armazenamento UFS 2.2.

  • Data de lançamento: agosto de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,4 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Realme X7, Vivo V21, Redmi Note 9T e Motorola Edge 20 Fusion.

Dimensity 720

Galaxy M32 5G (Imagem: Divulgação/Samsung)
Galaxy M32 5G (Imagem: Divulgação/Samsung)

O Dimensity 720, de 7 nanômetros, é o “coração” de muitos smartphones disponíveis no mercado. Esse componente tem um modem 5G com velocidade máxima de download de 2,3 Gb/s, GPU Mali-G57 MC3, núcleos Cortex-A76, suporte a telas de 90 Hz, câmeras de 64 megapixels e gravação de vídeos em 4K. Ele ainda é compatível com memória RAM LPDDR4x, armazenamento UFS 2.2, Wi-Fi 5 e Bluetooth 5.1.

  • Data de lançamento: julho de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,0 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Galaxy A32 5G, Galaxy M32 5G e Motorola Edge 20 Lite.

Intermediários 4G (série G)

Helio G96

Redmi Note 11S (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Redmi Note 11S (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Construído em 12 nanômetros, o Helio G96 é o chip intermediário 4G mais potente da MediaTek. O processador entrega suporte a telas de 120 Hz, câmeras de até 108 megapixels, núcleos Cortex-A76, tecnologia HyperEngine 2.0 Lite, que combina Wi-Fi com conexão 4G para um melhor desempenho em jogos, Bluetooth 5.2 e armazenamento UFS 2.2.

  • Data de lançamento: julho de 2021;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,05 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Redmi Note 11S, Infinix Note 11 Pro e Realme 8i.

Helio G95

Motorola Moto G60S (Imagem: Divulgação/Motorola)
Motorola Moto G60S (Imagem: Divulgação/Motorola)

O Helio G95 é uma pequena atualização do Helio G90T, lançado em 2019. Esse chip, com litografia de 12 nanômetros, traz suporte a câmeras de 64 megapixels, gravação de vídeos em 4K a 30 fps, Wi-Fi 5 (802.11ac) e Bluetooth 5.0. A única diferença fica por conta da maior velocidade de processamento da GPU, que saltou de 800 para 900 MHz, proporcionando uma melhoria no desempenho em jogos de até 12%.

  • Data de lançamento: setembro de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,05 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Redmi Note 10S, Realme 8, Infinix Note 10 Pro e Moto G60S.

Helio G85

Xiaomi Redmi Note 9
Redmi Note 9 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Helio G85, que aposta na mesma construção de 12 nanômetros, traz núcleos Cortex-A75, GPU Mali G52 com frequência de 1 GHz, suporte a câmeras de 48 megapixels, telas Full HD+ de 60 Hz, Bluetooth 5.0 e Wi-Fi 802.11ac. O componente também oferece recursos de câmera baseados em inteligência artificial e modem LTE (4G) aprimorado para jogos online.

  • Data de lançamento: maio de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,0 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Redmi Note 9, Moto G41, Moto G31 e Redmi Note 8 (2021).

Helio G80

Galaxy A32 (Imagem: Divulgação/Samsung)
Galaxy A32 (Imagem: Divulgação/Samsung)

O Helio G80 está presente em uma série de smartphones Android. Com litografia de 12 nanômetros, esse chip entrega a GPU Mali-G52 com clock de 950 MHz, núcleos Cortex-A75, suporte a câmeras de 48 megapixels, gravação de vídeos em Full HD a 30 fps, tecnologia HyperEngine para melhor performance em jogos, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5 e memória RAM LPDDR4x.

  • Data de lançamento: fevereiro de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,0 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Galaxy A32, Galaxy A22, Galaxy M32 e Redmi 9.

Intermediários 4G (série P)

Helio P95

Oppo A93 (Imagem: Divulgação/Oppo)
Oppo A93 (Imagem: Divulgação/Oppo)

O Helio P95, de 12 nanômetros, é o chip mais potente da série P. Esse modelo traz um motor de inteligência artificial, núcleos Cortex-A75 para tarefas de alto desempenho, GPU PowerVR GM9446 com arquitetura otimizada, suporte a câmeras de 64 megapixels com recursos de fotografia baseados em IA, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.0, tecnologia HyperEngine e armazenamento UFS 2.1.

  • Data de lançamento: fevereiro de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,2 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Oppo A93, Oppo F17 Pro e Appo A94.

Helio P65

Galaxy A31 (Imagem: Divulgação/Samsung)
Galaxy A31 (Imagem: Divulgação/Samsung)

Seguindo a proposta da série P, o Helio P65 entrega uma litografia de 12 nanômetros. O componente também chegou ao mercado com núcleos Cortex-A75, GPU Mali-G52 com tecnologia CorePilot que regula o desempenho, consumo de energia e temperaturas, suporte a câmeras de 48 megapixels, gravação de vídeos em até 2K a 30 fps, memória RAM LPDDR4x e Wi-Fi 5.

  • Data de lançamento: junho de 2019;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,0 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Galaxy A31, Galaxy A41 e Vivo S1.

Básicos

Helio G35

Poco C3 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)
Poco C3 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

O Helio G35, chip de entrada mais recente da MediaTek, é voltado para smartphones simples. Esse processador, construído em 12 nanômetros, entrega núcleos Cortex-A53, GPU PowerVR GE8320 com clock de 680 MHz, suporte a telas Full HD+ de 90 Hz, câmeras de 25 megapixels com recursos de inteligência artificial e tecnologia HyperEngine para gerenciamento dinâmico da CPU, GPU e memória.

  • Data de lançamento: junho de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,3 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Redmi 9C, Realme C11, Nokia G20 e Poco C3.

Helio G25

Motorola Moto E7 (Imagem: Divulgação/Motorola)
Moto E7 (Imagem: Divulgação/Motorola)

O Helio G25 é uma versão reduzida do Helio G35. Fabricado no processo de 12 nanômetros, o chip aposta na mesma GPU PowerVR GE8320, mas com frequência de 650 MHz. Ele também traz núcleos Cortex-A53, suporte a telas HD+ de 90 Hz, câmeras de 21 megapixels, gravação de vídeos em Full HD a 30 fps e memória RAM LPDDR4x.

  • Data de lançamento: junho de 2020;
  • Quantidade de núcleos: 8;
  • Frequência máxima: 2,0 GHz;
  • Modelos lançados com o chip: Redmi 9A, Nokia G10, Moto E7 e Redmi 9i.

Pronto, agora você já conhece a diferença entre os chips MediaTek Helio e Dimensity, das séries mais recentes. Espero ter ajudado a definir a escolha do seu novo smartphone.

Com informações: MediaTek.