Uber começa a fazer corridas de graça com carros que dirigem sozinhos

Paulo Higa
Por

O Uber está pronto para colocar seus carros autônomos nas ruas. Em Pittsburgh, no estado americano da Pensilvânia, a empresa vai incluir na frota, ainda em agosto, um Volvo XC90 que dirige sozinho para levar os passageiros — e os usuários não precisarão pagar pela corrida. O serviço de transporte está fazendo testes com carros autônomos há mais de um ano.

É uma notícia importante porque este será o primeiro serviço de compartilhamento de carros autônomos disponível ao público. A Ford anunciou nesta terça-feira (16) que pretende oferecer um serviço parecido, mas apenas em 2021. No futuro, os donos de carros da Tesla poderão incluir seus automóveis numa frota compartilhada e ganhar dinheiro, o que deve mudar drasticamente o mercado (e talvez gerar alguns protestos).

uber-autonomo

Mas não haverá uma modalidade de carros autônomos do Uber no início: os usuários deverão pedir uma corrida normal em Pittsburgh e, se um Volvo XC90 autônomo estiver por perto, o veículo será chamado. A tarifa, de US$ 1,30 por milha, não será cobrada. Haverá um motorista atrás do volante que pode entrar em ação caso algo dê errado, em respeito às leis locais (e para o passageiro não surtar no banco de trás).

O maior custo do Uber é com o motorista. Ao eliminar o humano, as tarifas podem diminuir significativamente. O CEO Travis Kalanick diz à Bloomberg que será mais barato viajar num carro compartilhado autônomo do Uber do que em carros particulares, mesmo em longas distâncias em áreas rurais, onde o custo por quilômetro acaba encarecendo a corrida. A Volvo, sem explicar muito, diz que enxerga a mudança como uma oportunidade, não ameaça aos seus negócios.

A tecnologia de carros autônomos do Uber está sendo aprimorada. À medida que os automóveis percorrem as ruas, eles mapeiam as vias, marcações, semáforos, prédios, árvores e até hidrantes por meio de câmeras de alta resolução. Os carros ainda não lidam muito bem com pontes ou viadutos, então o motorista é constantemente chamado para assumir o volante quando o veículo precisa passar por esses locais.

Quanto tempo até algo parecido chegar ao Brasil?

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Relacionados

Relacionados