Ladrões roubam mil unidades do Samsung Galaxy S9 em aeroporto do Rio

Carga valia R$ 3,4 milhões

Felipe Ventura
Por

O Galaxy S9 está em pré-venda no Brasil desde o mês passado, e será entregue aos clientes ainda esta semana. Ele está no centro de um assalto ao aeroporto internacional do Rio de Janeiro.

Segundo G1 e Estadão, três homens roubaram mil unidades do Galaxy S9 na noite de domingo (15), no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão).

O valor da carga é estimado em R$ 3,4 milhões. O coronel Venâncio Moura, diretor de segurança do Sindicato de Empresas de Transporte Rodoviário e Logística do Rio (Sindicarga), conta como o assalto foi realizado.

Os assaltantes chegaram por volta das 21h em um caminhão, vestidos em uniforme semelhante ao usado no terminal de cargas. Eles entraram no armazém da Gol, onde os smartphones haviam chegado no dia anterior, vindos do Espírito Santo.

Os bandidos estavam armados com pistolas, trancaram os funcionários em uma sala, e roubaram as caixas dos celulares. A carga foi levada para o Complexo de Favelas da Maré, próximo ao aeroporto, na segunda-feira (16); os aparelhos estavam equipados com rastreadores.

“O empresário se cercou de todos os cuidados, transporte aéreo, ia ser transportado por um caminhão blindado e, no entanto, os marginais foram lá, entraram no terminal e levaram toda essa carga”, diz Venâncio ao G1.

A Polícia Militar diz que só foi acionada na noite de segunda-feira, e que não poderia entrar na Maré por ser uma área de “alto risco”, e por que estavam ocorrendo conflitos entre traficantes.

Por sua vez, a Polícia Civil informa que o caso será investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC).

Felipe Ventura

Felipe Ventura fez graduação em Economia pela FEA-USP, e trabalha com jornalismo desde 2009. Começou no TB em 2017 como editor de notícias, ajudando a cobrir os principais fatos de tecnologia, e hoje coordena um time de editores-assistentes e a rotina das editorias. Sua paixão pela comunicação começou em um estágio na editora Axel Springer na Alemanha. Foi repórter e editor-assistente no Gizmodo Brasil.

Relacionados

Relacionados