Homem é preso com 246 iPhones em malas no Aeroporto de Guarulhos

Passageiro veio de Miami com 246 iPhones em três malas, mas seguiu para a fila de nada a declarar ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos

Emerson Alecrim
Por

Miami é o paraíso das compras para muita gente que viaja aos Estados Unidos, mas um brasileiro de 36 anos se “empolgou”: na quinta-feira (2), ele desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos trazendo de lá 246 iPhones em três malas e, consequentemente, acabou sendo detido. O destino dele era o Rio de Janeiro.

Os iPhones apreendidos (Foto: Receita Federal)

Os iPhones apreendidos (Foto: Receita Federal)

Ao retornar ao Brasil, o viajante deve se dirigir à fila de nada a declarar, caso não tenha adquirido no exterior itens cuja soma ultrapassa o limite de isenção de US$ 500. Se ultrapassar, é necessário seguir para a fila de bens a declarar e pagar alíquota de 50% sobre o valor excedente.

Pois bem, o homem, cujo nome não foi divulgado, seguiu para a fila de nada a declarar, mas acabou sendo selecionado para fiscalização de bagagem. Foi aí que os fiscais encontraram uma mala repleta de caixas vazias de iPhone e os aparelhos em outras bagagens, todos novos, mas sem nenhuma nota fiscal. Nas estimativas da Receita Federal, as 246 unidades correspondem a pelo menos R$ 1 milhão.

(Foto: Receita Federal)

(Foto: Receita Federal)

Todos os iPhones foram apreendidos pela Receita Federal — ficou claro que, pela quantidade de aparelhos, o viajante tinha intenção de comercializá-los no país. Por ter tentado entrar no Brasil sem pagar imposto pela carga que trazia, o homem foi preso pela Polícia Federal e vai responder pelo crime de descaminho.

Esse tipo de irregularidade não é incomum para fiscais e policiais que atuam no Aeroporto de Guarulhos. Outro caso notável aconteceu em outubro do ano passado, quando um passageiro foi detido após entrar no Brasil com 72 iPhones não declarados.

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Relacionados

Relacionados