Este celular vazado da Nokia tem cinco câmeras na traseira

As câmeras seriam distribuídas em círculo ao lado de um flash LED

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos

Foto: IT Home

Se você já se acostumou com celulares com câmeras traseiras duplas, prepare-se para um com cinco câmeras. É o que a HMD pode apresentar em um futuro Android da Nokia. Imagens vazadas indicam um aparelho com câmeras distribuídas em círculo junto de um flash LED.

O rumor fica um pouco mais forte por conta da traseira com a marca da Zeiss, que voltou a se unir à Nokia em 2017 para criar novas câmeras de smartphones. Além disso, o Nokia Power User noticiou no início do ano os planos para o Nokia 10, um novo aparelho que teria cinco câmeras.

Na ocasião, o site afirmou que  o celular ainda estava em desenvolvimento e não estaria pronto antes do segundo semestre de 2018. Ele teria tela com proporção 18:9 e design parecido ao do Nokia 9, além do Snapdragon 845.

O The Verge lembra que as cinco câmeras poderiam ser usadas em um novo modelo da linha PureView. Com ela, a fabricante lançou celulares Symbian e teve sucesso em modelos como o Lumia 1020. E, há alguns dias, a HMD anunciou a compra da marca PureView, que era controlada pela Microsoft.

A caminhada rumo aos celulares com mais câmeras tem sido realizada por diversas fabricantes. A Huawei, por exemplo, lançou recentemente o P20 Pro, que possui três câmeras traseiras. Elas têm 40 megapixels, 20 megapixels e 8 megapixels.

Com informações: IT Home.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi redator, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Relacionados