Notícias Internet

YouTube Shorts pode ser mais um concorrente para o TikTok

O Shorts será uma seção para usuários publicarem vídeos curtos no YouTube

Victor Hugo Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O YouTube é mais um interessado em impedir o crescimento do número de usuários do TikTok fora da China. Para atingir o objetivo, a plataforma trabalha no Shorts, o futuro concorrente para a rede social de vídeos curtos.

YouTube Shorts pode ser mais um concorrente para o TikTok

Segundo o The Information, o Shorts será uma seção dentro do YouTube voltada para pequenos vídeos. O recurso deverá ser parecido com o que existe no TikTok e, para atrair mais usuários, permitirá o uso de músicas nos vídeos graças a acordos com gravadoras.

Ainda não há detalhes sobre a interface da nova área, que deverá levar alguns meses para ser revelada. A reportagem indica que a plataforma está desenvolvendo a opção de vídeos curtos e pretende liberá-la no final deste ano.

O Shorts é mais uma tentativa de enfrentar ocrescimento do TikTok. O Facebook, por exemplo, já tentou atrair o público da rede social com o Lasso. O Instagram, por sua vez, lançou o Cenas, o novo modo dos Stories. Até um dos cofundadores do antigo Vine entrou na concorrência ao apresentar o Byte.

Lançado em 2016, o TikTok conta com mais de 400 milhões de usuários ativos diariamente. Junto com a popularidade, crescem as polêmicas em torno do serviço. A mais recente envolve uma instrução para os moderadores evitarem promover os vídeos de usuários com “aparência facial feia” ou em “ambientes pobres”.

O YouTube, que também reúne controvérsias, chegou ainda em 2019 à marca de 2 bilhões de usuários mensais. O serviço registrou US$ 15 bilhões em receita com publicidade no ano passado, contra os US$ 177 milhões de compras no app do TikTok, e aproveitar a diferença para ter vantagem na nova disputa.

Com informações: The Verge, Mashable, TechCrunch.

Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi redator, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque