Notícias Aplicativos e Software

Waze tem queda de 60% no uso e age contra COVID-19

Waze anuncia medidas para ajudar no combate e prevenção à COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus

Bruno Gall De Blasi
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

As medidas de isolamento social ou quarentena para combater a COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, reduziram a quantidade de carros nas ruas. É o que demonstram os números apresentados pelo Waze, cujo uso do aplicativo teve queda de 60% durante o período.

Waze

O Waze revelou dados sobre o uso do aplicativo nesta quarta-feira (15). De acordo com os desenvolvedores, entre 11 de fevereiro e 25 de abril, a redução alcançou a marca de 60% no mundo inteiro.

Dados sobre o uso do app por regiões também foram divulgados. O destaque fica pela Itália, o primeiro país a apresentar uma queda significante de motoristas desde março de 2020. A cifra ultrapassa a margem de 90%.

Uso do Waze pelo mundo durante a pandemia de COVID-19 (Foto: Divulgação/Waze)

Waze anuncia esforços contra COVID-19

Além dos números sobre o uso do aplicativo, o Waze anunciou esforços para combater o novo coronavírus. Uma das ações é o fornecimento de informações sobre as cidades durante a pandemia, com a ajuda da comunidade de usuários para manter os mapas atualizados.

O Waze também irá apresentar centros de distribuição de alimentos nos mapas dos Estados Unidos. A iniciativa será feita em parceria com as organizações WhyHunger e No Kid Hungry.

O apoio ao comércio local é outra iniciativa a ser adotada pelo Waze. O app passará a indicar estabelecimentos com drive thru ou mercados que entreguem as compras aos consumidores na calçada.

O Waze está disponível para iPhone (App Store) e Android (Play Store).

Com informações: Cnet

Bruno Gall De Blasi

Bruno Gall De Blasi é jornalista e cobre tecnologia desde 2016. Sua paixão pelo assunto começou ainda na infância, quando descobriu "acidentalmente" que "FORMAT C:" apagava tudo. Antes de seguir carreira em comunicação, fez Ensino Médio Técnico em Mecatrônica com o sonho de virar engenheiro. Entrou para o Tecnoblog em 2020 e também escreveu para o TechTudo e iHelpBR.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque