SpaceX inicia beta público da internet Starlink de até 150 Mb/s

Em e-mail, Starlink convidou usuários para beta público e revelou preço de sua internet com satélites em órbita baixa

Victor Hugo Silva
Por

A SpaceX liberou nesta terça-feira (27) o beta público do Starlink, projeto que tem o objetivo de oferecer internet de alta velocidade por meio de milhares de satélites posicionados em baixas altitudes. Alguns usuários que já haviam se cadastrado foram convidados para testarem o serviço, que, por enquanto, promete conexão de até 150 Mb/s (megabits por segundo) e latência de 20 milissegundos.

Satélite Starlink, da SpaceX

A informação foi compartilhada por um usuário do Reddit, que recebeu um e-mail em que a Starlink anuncia o chamado Better Than Nothing Beta (ou Beta Melhor que Nada) justamente para diminuir as expectativas iniciais. Por enquanto, a empresa promete velocidade entre 50 Mb/s e 150 Mb/s e latência entre 20 ms e 40 ms. A mensagem também adianta a possíveis interessados que o serviço pode ter períodos sem conexão.

“À medida em que lançamos mais satélites, instalamos mais estações terrestres e melhoramos nosso software, a velocidade de dados, a latência e o tempo de atividade melhorarão drasticamente”, afirma o comunicado. A expectativa da empresa é de que a latência, por exemplo, passe a ficar entre 16 ms e 19 ms até setembro de 2021.

Mensagem da Starlink sobre beta público (Imagem: Reprodução/Reddit)

O beta público da Starlink também teve os preços revelados. O serviço cobrará US$ 499 (cerca de R$ 2.800) por equipamentos como antena e roteador, além de US$ 99 (R$ 560) por mês pela assinatura do serviço. A conexão pode ser configurada por um aplicativo para iPhone e Android que oferece instruções sobre como começar a usar o serviço.

SpaceX quer internet Starlink com 1 Gb/s

O plano da SpaceX é oferecer conexão de 1 Gb/s quando o serviço da Starlink estiver em pleno funcionamento, o que só deve acontecer em alguns anos. Hoje, o projeto conta com 775 satélites em órbita baixa, a distâncias entre 540 km e 570 km da Terra. O aumento da velocidade será viabilizado com a ampliação da rede da empresa, que pretende chegar à marca de 12 mil satélites até 2025.

No mesmo ano, a companhia espera oferecer o Starlink para 40 milhões de assinantes. O beta público é um passo em direção a essa marca. O serviço funcionava apenas em uma versão beta com um grupo restrito de participantes e, agora, começa a ser testado em um cenário mais parecido ao de seus concorrentes.

Relacionados

Relacionados