Notícias Negócios

Amazon recebe 300 mil novos vendedores no marketplace só em 2021

Em meio à pandemia, lojistas recorrem ao marketplace da Amazon para manter vendas

Victor Hugo Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Os vendedores no marketplace da Amazon estão se tornando cada vez mais numerosos. A gigante do varejo recebeu somente em 2021 mais de 3.700 novos lojistas por dia em todo o mundo. Com essa média, a empresa registra ao todo 302 mil novos parceiros entre 1º de janeiro e esta terça-feira (23).

Encomendas em centro de distribuição (Imagem: Divulgação/Amazon)

Encomendas em centro de distribuição (Imagem: Divulgação/Amazon)

Os dados foram divulgados pela consultoria Finbold a partir de dados da Marketplace Pulse. De 1º de janeiro a 21 de março, período abordado pelo levantamento, eram 295 mil novos parceiros. O número representa a marca expressiva de 155 novos lojistas por hora no marketplace da Amazon.

Ainda de acordo com o relatório, a expectativa é de que a empresa termine 2021 com cerca de 1,4 milhão de novos parceiros no mundo. No momento, a adesão é mais expressiva nos Estados Unidos, que responde por 26% do total. Depois, estão Índia, com 10%, e Canadá, com 7,5%. O Brasil tem 2,3%, o equivalente a pouco mais de 7 mil novas lojas.

Amazon cresce na pandemia

A Finbold aponta que a pandemia fez muitos vendedores se voltarem a marketplaces, em especial o da Amazon. A consultoria indica ainda que os bloqueios estabelecidos por cidades ao redor do mundo fizeram consumidores darem prioridades para o comércio eletrônico, o que beneficiou as plataformas que reúnem produtos de parceiros.

“A maioria dos varejistas em áreas severamente atingidas como os Estados Unidos têm se voltado para marketplaces populares como a Amazon para alcançar mais clientes”, afirma a Finbold. “Para os vendedores, o aumento do tráfego atrai mais clientes. Por outro lado, a concorrência da Amazon representa um risco para os vendedores, já que a empresa também vende suas marcas próprias, às vezes a preços mais baixos”.

A Amazon tem feito investimentos significativos para atrair vendedores parceiros. Segundo o Insider, a empresa destinou US$ 30 milhões em 2019 e 2020 para oferecer apoio logístico e promover pequenos vendedores. As medidas contribuíram para o marketplace representar 54% da receita líquida de US$ 386 bilhões da companhia em 2020.

Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi redator, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque