Início / Notícias / Celular /

Redmi K40 Gaming Edition, da Xiaomi, não deixa instalar Google Play Store

Xiaomi Redmi K40 Gaming Edition com MIUI 12.5 vendido na China não traz opção para instalar a Google Play Store

Bruno Gall De Blasi

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Nesta semana, a Xiaomi anunciou o Xiaomi Redmi K40 Gaming Edition aos consumidores chineses. No país asiático, o celular para o público gamer sai da caixa com a MIUI 12.5 (Android 11), mas sem a opção que permite a instalação da Google Play Store. É o que conta o Gizmochina nesta sexta-feira (30).

Redmi K40 Gaming Edition (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Redmi K40 Gaming Edition (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Como em outros modelos vendidos na China, o smartphone não traz os aplicativos do Google pré-instalados. Ainda assim, os usuários contavam com uma opção para ativá-los manualmente. A Xiaomi, porém, anunciou em fevereiro que iria restringir a habilitação do Google Mobile Services (GMS) na MIUI 12.5.

Na época, a fabricante não informou quais modelos seriam afetados pela alteração. Mas, ao que tudo indica, o Redmi K40 Gaming Edition, que é vendido com a interface MIUI 12.5 (Android 11), está na lista. O site observa que a versão chinesa do celular não traz a opção para instalar os apps do Google.

Ainda assim, isto não significa o fim eterno dos apps nas edições chinesas dos celulares da marca. O site ainda lembra que, anteriormente, a fabricante declarou que enviará telefones com o pacote do GMS com base na demanda. Em outras palavras, é possível que o recurso retorne no futuro através de uma atualização, mas nada está garantido.

Redmi K40 Gaming Edition chinês não traz opção para ativar apps do Google (Imagem: Reprodução/Gizmochina)

Redmi K40 Gaming Edition chinês não traz opção para ativar apps do Google (Imagem: Reprodução/Gizmochina)

Redmi K40 Gaming Edition traz gatilhos para jogos

O Redmi K40 Gaming Edition é o novo celular gamer da marca. Anunciado nesta terça-feira (27), o celular chega ao consumidor com tela de 120 Hz e câmera tripla, de 64 megapixels. Nas laterais, os usuários contam com botões para melhorar a experiência em jogos.

A ficha técnica avançada é liderada pelo processador MediaTek Dimensity 1200. A memória RAM e armazenamento, por sua vez, chegam ao teto de 12 GB e de 256 GB, respectivamente. A bateria possui capacidade de 5.065 mAh e recarga de 67 watts.

O smartphone ainda traz sistema de resfriamento, suporte ao 5G e mais. Na China, os preços do smartphone começam em 1.999 iuanes (cerca de R$ 1.650 em conversão direta).

Não há previsão de lançamento do celular no Brasil.

Com informações: Gizmochina