Início / TB Responde / Celular /

O que é Xiaomi versão global?

Conheça mais detalhes sobre essa nomenclatura nos smartphones e saiba também as principais diferenças em relação à versão chinesa

Wagner Pedro

Por

TB Responde
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Alguns celulares da Xiaomi tem duas versões: global e chinesa. Ambas entregam o mesmo aparelho, mas existem diferenças importantes que precisam ser levadas em consideração antes da compra para não acarretar problemas que atrapalhem a experiência de uso. Por isso, a seguir, veja exatamente o que é Xiaomi versão global.

A versão global de um celular Xiaomi é aquela com distribuição em todo o mundo. Ou seja, o aparelho possui suporte ao idioma português, é aprovado pela Anatel e consegue receber atualizações sem problemas. Diferente do modelo chinês, esse modelo traz os aplicativos e serviços do Google.
Definição de Xiaomi versão Global (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Funciona assim: quando a Xiaomi lança um celular com versão global, seu objetivo é de atender o maior número de países possíveis e, consequentemente, aumentar as vendas daquele modelo ao redor do mundo.

Felizmente, a maioria dos aparelhos oficializados pela marca chinesa são lançados fora da China. Isso significa que eles podem ser adquiridos por qualquer pessoa e não estão restrito a um único mercado.

Quando você compra um smartphone versão global, ele funciona normalmente no Brasil, dando suporte ao idioma português, recebendo atualizações via OTA (Over-The-Air) e podendo ser usado nas operadoras do país.

Caso o modelo seja importado, você também não precisa se preocupar com o bloqueio da Anatel. Afinal, apesar dele não ter sido homologado por aqui, os celulares originais da Xiaomi recebem uma homologação internacional que é aceita pela agência brasileira.

Diferenças entre a versão global e chinesa

Como mencionei anteriormente, existem diferenças entre essas duas versões, algumas pequenas e outras mais importantes. Veja abaixo:

Xiaomi Mi 8 Pro (Imagem: Mateusz Tworuszka/Unsplash)
Xiaomi Mi 8 Pro (Imagem: Mateusz Tworuszka/Unsplash)

1. Suporte a bandas de operadoras

Tendo o mesmo nome de modelo, o conjunto de hardware da versão chinesa e global não muda. Na verdade, a única pequena diferença está no suporte a bandas de rede. Felizmente, os celulares da Xiaomi com versão global aceitam as bandas 4G disponíveis no Brasil, que são 1, 3, 5, 7 e 28 — essa última não roda em todos os modelos.

Sendo assim, pode comprar sem medo, já que o aparelho poderá se conectar normalmente em qualquer operadora do país.

2. Caixa e carregadores

Essa é uma diferença mínima, mas na caixa do aparelho com versão chinesa, o idioma padrão é o chinês simplificado. Por outro lado, a versão global aposta no inglês, seja nas inscrições da embalagem ou no manual do usuário.

Além disso, o carregador embarcado na versão global entrega o padrão de pino europeu, que se encaixa perfeitamente nas tomadas brasileiras. Já na versão chinesa, ele vem com um padrão diferente, que tem pinos planos paralelos e necessita de uma adaptador para funcionar.

3. Idiomas

Talvez essa seja a principal diferença entre a versão chinesa e global. Na primeira, o sistema operacional oferece suporte apenas para o inglês, chinês e alguns idiomas minoritários da China. Mas na versão global, mais idiomas são disponibilizados, incluindo o português.

4. Aplicativos pré-instalados

A versão chinesa costuma ter diversos aplicativo pré-instalados, sendo que muitos deles não podem ser removidos. Por outro lado, a versão global é mais “enxuta” e deixa de lado todos os serviços chineses que não fazem sentido em um celular voltado para o mercado internacional.

Aliás, os celulares da Xiaomi com versão chinesa não trazem os aplicativos e serviços do Google. Dessa forma, você precisa instalar a Play Store manualmente para conseguir baixá-los. Já na versão global, assim que o aparelho é ligado pela primeira vez, é possível acessar o Gmail, Maps, Chrome e muito mais.

5. Experiência de uso

Ambas as versões entregam a mesma interface e sistema operacional, mas alguns acreditam que a chinesa é mais estável e tem um melhor desempenho de bateria comparado a global. De qualquer forma, a diferença não chega a ser tão considerável.

Na verdade, a única grande vantagem da versão chinesa é que ela entrega atualizações mais rápidas e alguns recursos interessantes que não estão disponíveis na global.

Pronto, agora você já sabe o que é Xiaomi versão global e quais as principais diferenças com relação à versão chinesa. Se estiver pensando em comprar um novo celular da marca, recomendo que opte pela versão global, já que ela entrega suporte ao português, menos aplicativos pré-instalados e funciona em bandas brasileiras.