Estúdio de Outriders reclama de não ter recebido pagamento até hoje

People Can Fly, estúdio responsável por Outriders, reclama não ter recebido lucros desde o lançamento do game, em abril

Felipe Vinha
Por
• Atualizado há 2 anos

Outriders foi lançado pela Square Enix no início de abril, mas até hoje o estúdio People Can Fly reclama de ainda não ter recebido o pagamento de royalties relacionados aos lucros do game – que estavam previstos para agosto. O título chegou ao PC, PlayStation e Xbox, inclusive via Xbox Game Pass, mas parece não ter rendido exatamente o esperado.

  • Como jogar Forza Horizon 4 [Guia para iniciantes]
  • Como jogar Curse of the Dead Gods [Guia para iniciantes]

O People Can Fly emitiu uma nota a investidores, traduzida pelo Gamasutra, que diz que o acordo realizado entre o estúdio e Square Enix era de que os lucros seriam pagos até, no máximo, 16 de agosto – o que não aconteceu.

“O dinheiro não foi transferido para a conta da empresa. Isso provavelmente significa que, de acordo com a Square Enix, Outriders não se pagou depois do primeiro trimestre de vendas e os lucros de venda do jogo estão abaixo dos custos de produção, distribuição e divulgação”, escreve o estúdio, em sua nota.

Onde foi que erraram?

O People Can Fly não culpa a Square Enix pelo problema, mas sim aponta que os números do game não foram tão satisfatórios. Ainda assim eles apontam que o jogo deve ter vendido na casa de 3 milhões de unidades.

Outro detalhe importante é que Outriders ganhou uma certa popularidade quando foi lançado, alcançando 3,5 milhões de jogadores em um mês. Isso se deu, principalmente, por seu lançamento direto no Xbox Game Pass – quem tinha a assinatura ativa poderia baixar sem qualquer custo.

Vale lembrar que Outriders pode ter concorrido não apenas com outros games que saíram em sua época, mas também com o extenso catálogo do Game Pass. Além disso o jogo não foi tão bem recebido nas críticas, já que há outros similares no mercado que entregam proposta similar e de maneira mais popular, como Destiny 2.

O estúdio considera a situação decepcionante, mas promete investigar a causa e tomar providências em breve.

Com informações: Gamasutra.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Vinha

Felipe Vinha

Ex-autor

Felipe Vinha é jornalista com formação técnica em Informática. Já cobriu grandes eventos relacionados a jogos, como a E3, BlizzCon e finais mundiais de League of Legends. Em 2021, ganhou o Prêmio Microinfluenciadores Digitais na categoria entretenimento. Foi autor no Tecnoblog entre 2020 e 2022, escrevendo principalmente sobre games e entretenimento. Passou pelos principais veículos do ramo, e também é apresentador especializado em cultura pop.

Relacionados