Início / Notícias / Jogos /

Jailbreak do PS4 permite jogar a 60 FPS com firmware 9.00 em versão estável

Desbloqueio do PS4 pode ser realizado em consoles atualizados até setembro de 2021 e permite a instalação de homebrews, trainers e patches de desempenho

Por

O jailbreak do PS4 chegou de forma estável ao firmware 9.00 do console, na semana passada. A partir de agora, usuários que ainda não atualizaram o videogame desde setembro deste ano podem destravar o sistema para instalar homebrews, trainers e patches que permitem rodar certos jogos a 60 quadros por segundo, mesmo no modelo mais básico do PS4.

PS4
PlayStation 4 (Imagem: InspiredImages/Pixabay)

Antes dessa última atualização, fazer o jailbreak do PS4 só era possível em consoles com firmware até a versão 7.55, de agosto de 2020. Mesmo assim, o desbloqueio era instável e podia resultar em problemas. Por isso, era recomendado ficar em um sistema ainda mais antigo: o 5.05, lançado há quatro anos, em janeiro de 2018.

Com o novo update, usuários que contam com um PS4 na versão 9.00 — disponibilizada pela Sony em setembro deste ano — podem fazer o jailbreak no console. Não vamos ensinar como desbloquear o videogame, mas podemos mostrar alguns recursos que são liberados no processo.

Jailbreak do PS4 libera homebrews, trainers e mods

A principal vantagem de desbloquear um PS4 é poder instalar mods e trainers nos jogos. Mods são quaisquer modificações feitas nas configurações ou nos arquivos dos aplicativos. Isso permite, por exemplo, rodar certos jogos no modelo mais básico do console a 60 quadros por segundo, mesmo se eles estiverem limitados a 30 FPS, como Final Fantasy 7 Remake e Bloodborne.

Porém, para isso acontecer, o PS4 deve diminuir a qualidade da renderização do jogo, prejudicando os visuais. Em um vídeo no YouTube publicado pelo canal Modern Vintage Gamer, dá para ver que Final Fantasy 7 Remake reduz a resolução de 1080p para 720p a fim de manter o desempenho na faixa dos 60 FPS. Essa limitação fica menos visível no PS4 Pro, que tem mais poder de processamento gráfico.

Outro recurso interessante é a possibilidade de usar trainers nos jogos. No PC, trainers são conhecidos por habilitarem “trapaças” como vida infinita, invencibilidade, geradores de dinheiro, entre outros. Esses macetes são ativados via navegador web direto pelo console, mas não podem ser usados em modos multiplayer online.

Por fim, o jailbreak do PS4 também permite aos usuários instalarem homebrews no console. Entre os aplicativos disponíveis estão ferramentas de teste, temas customizados e até emuladores de outros videogames, incluindo o popular RetroArch.

Vale destacar que ainda não é possível desbloquear um PS4 que tenha firmware atualizado na versão mais recente — ou seja, na 9.03. O jailbreak do PS4 não é permitido de acordo com os termos de uso da Sony, por isso quem for fazer deve ficar atento aos riscos do processo.

Com informações: Modern Vintage Gamer.