Início / Notícias / Celular /

Motorola Defy: celular resistente é homologado pela Anatel no Brasil

Novo Motorola Defy tem corpo resistente à água e impactos; celular possui câmera tripla e bateria de 5.000 mAh na ficha técnica intermediária

Por

Talvez você se lembre do Motorola Defy, um celular dos anos 2010 que prometia resistência. Em 2021, o smartphone ganhou uma nova geração fabricada pela empresa britânica Bullitt Group com a mesma proposta. Agora, o telefone foi homologado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e já pode ser vendido no Brasil.

Motorola Defy fabricado pela Bullitt Group é homologado no Brasil (Imagem: Divulgação)
Motorola Defy fabricado pela Bullitt Group é homologado no Brasil (Imagem: Divulgação)

A aprovação do celular aconteceu nesta terça-feira (28). De acordo com a documentação, trata-se de um smartphone de modelo XT2083-8, nome comercial Motorola Defy e fabricado pela Bullitt Mobile, companhia que também está por trás dos smartphones da Caterpillar, como o Caterpillar S61. Já a homologação foi solicitada pela BRH Representação Comercial, que está instalada em Campinas (SP).

O certificado de conformidade técnica ainda dá outros detalhes sobre a homologação. Na lista de unidades fabris, o documento indica apenas a fábrica da Motorola localizada em Wuhan, na China. Já as fotos e o manual apontam outras características, como a bateria de 5.000 mAh, câmera tripla e a entrada para cartão microSD.

Ainda não há previsão de lançamento do celular no Brasil.

Fotos de certificação do Motorola Defy (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Fotos de certificação do Motorola Defy (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Motorola Defy é um celular resistente com câmera tripla

O novo Motorola Defy veio a público pela primeira vez no começo de 2021. Atualmente à venda no Reino Unido por 249 libras (cerca de R$ 1.875 em conversão direta) nas cores preto e verde, o modelo promete aguentar quedas de até 1,8 metro e possui certificação IP68. O painel ainda tem proteção Gorilla Glass Victus.

Já a ficha técnica é intermediária. A lista é formada pelo processador Qualcomm Snapdragon 662, a memória RAM de 4 GB e o armazenamento de 64 GB. O celular ainda possui um conjunto fotográfico triplo com a câmera principal de 48 megapixels e outras duas para fotos com macro e para capturar a profundidade de campo.

O primeiro Motorola Defy, por sua vez, foi anunciado em 2010. Também com promessa de ser resistente, o smartphone tinha tela de 3,7 polegadas e apenas uma câmera de 5 megapixels na parte de trás. Sua ficha técnica ainda contava com um processador de 800 MHz e Android 2.1. O celular chegou ao Brasil por cerca de R$ 1.500.

Certificado de homologação do Motorola Defy no Brasil (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Certificado de homologação do Motorola Defy no Brasil (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

Colaborou: Everton Favretto