Mineradores de ethereum recebem malware ao tentar burlar trava da Nvidia

Software que prometia remover trava de ethereum das placas de vídeo RTX 30, da Nvidia, era um pacote de malwares que infectava PCs de mineradores de criptomoedas

Murilo Tunholi
Por

Vários mineradores de criptomoedas baixaram uma ferramenta no GitHub que prometia desabilitar um limitador das placas de vídeo GeForce RTX 30. Essa trava é incluída pela própria Nvidia nos componentes para impedir o uso das GPUs feitas para jogos em mineração de ethereum. Mal sabiam os usuários que a tal “solução milagrosa” era, na verdade, um pacote de malwares.

Nvidia GeForce RTX 3070 Ti (Imagem: divulgação/Nvidia)
Nvidia GeForce RTX 3070 Ti (Imagem: divulgação/Nvidia)

O recurso conhecido como “Nvidia RTX LHR v2 Unlocker” surgiu como uma suposta forma de aumentar o potencial de mineração de ethereum das placas de vídeo da série RTX 30. A promessa da ferramenta era de remover o software Lite Hash Rate (LHR), da Nvidia, que limita pela metade a taxa de hash do componente.

Em resumo, a taxa de hash — ou hashrate — define o poder computacional de máquinas e componentes de hardware dedicados à mineração de criptoativos. Quanto mais alta for a taxa, mais rápidos serão executados os cálculos matemáticos complexos durante a geração de ethereum, por exemplo.

Devido à promessa de desabilitar o Nvidia LHR, o programa atraiu a atenção não só de mineradores, como também de sites especializados em tecnologia, que passaram a divulgar a ferramenta. Entretanto, ninguém fazia ideia que o recurso era uma bomba cheia de softwares maliciosos.

Em uma livestream realizada no canal RedPanda Mining, no YouTube, dois membros da comunidade de mineração de criptomoedas conhecidos como ChumpchangeXD e Y3TI mostraram análises da ferramenta no site VirusTotal. Entre as 18 ameaças encontradas estavam malwares responsáveis por alterar o funcionamento do PC, aumentando o uso de processador e até espionando drivers instalados.

Logo que o software malicioso foi descoberto, os criadores da ferramenta removeram o projeto do GitHub. Enquanto a página estava funcionando, a descrição explicava que o recurso seria capaz de modificar a BIOS e os drivers das placas de vídeo da série RTX 30, removendo o limitador da taxa de hash da GPU durante a mineração de ethereum.

Mineradores estão ficando sem recursos

Desde a época em que a Nvidia incluiu o Lite Hash Rate nas placas RTX 30, em meados de 2021, a demanda por GPUs da série RTX 20 cresceu bastante. Como existem poucas unidades disponíveis no mercado, mineradores de ethereum tentam encontrar formas de aumentar seus ganhos, mesmo usando GPUs mais modernas, porém limitadas.

Por esse motivo, o lançamento de uma ferramenta para destravar as placas de vídeo RTX 30 parecia muito promissor. Entretanto, a sede ao pote acabou prejudicando várias pessoas.

Com informações: The Verge.

Relacionados

Relacionados