Google faz recall de relógios Fitbit por baterias que causam queimaduras

Fitbit faz recall voluntário de modelos da Ionic capazes de provocar queimaduras de terceiro grau por aquecimento da bateria de íon de lítio

Pedro Knoth
Por

A Fitbit anunciou, na quarta-feira (2), o recall voluntário de modelos de seu primeiro vestível inteligente, a Ionic, lançada em 2017. A companhia interrompeu a produção do dispositivo em 2020, pouco antes de ser comprada pelo Google, mas há relatos de que sua bateria pode superaquecer e gerar queimaduras.

Fitbit Ionic
Fitbit Ionic; recall afeta usuários do relógio inteligente (Imagem: Fitbit/ Divulgação)

Fitbit Ionic teria causado queimaduras de terceiro grau

A Comissão de Segurança dos Produtos do Consumidor dos Estados Unidos (CPSC, na sigla em inglês) diz que a Fitbit recebeu 174 queixas de clientes — 115 dos EUA e 59 de outros países. Todas denunciam o superaquecimento da bateria de íon de lítio da Ionic.

Foram 78 queixas de queimaduras causadas pela Ionic nos EUA. Dentre as denúncias, duas são de queimaduras de terceiro grau — capazes de atravessar a pele e chegar até os ossos — e uma de segundo-grau. No resto do mundo, a Fitbit recebeu mais 40 relatos de queimaduras provocadas pela Ionic.

O modelo foi pionerio na venda smartwatches da Fitbit. A companhia adquiriu a fabricante de relógios inteligente Pebble em 2017, após desembolsar US$ 23 milhões; a Ionic, lançada no mesmo ano, foi um dos primeiros vestíveis a vir com os sensores SpO2, usado para medir o oxigênio na circulação sanguínea.

Mas a Ionic decepcionou em termos de vendas por seu design pouco chamativo e baixa quantidade de recursos inteligentes. Por ironia, a bateria era elogiada na maioria dos reviews.

Nos EUA, a CPSC afirma que a Fitbit vendeu 1 milhão de unidades da Ionic, enquanto internacionalmente, 639 mil unidades foram compradas.

Google pede a usuários para não usarem mais Ionic

A nota da Fitbit pedindo o recall de seus aparelhos alerta que usuários do modelo devem deixar de usá-lo imediatamente. A companhia diz:

“A saúde e segurança dos clientes da Fitbit é nossa maior prioridade. Nós estamos tomando medidas partindo da abundância de cuidado com nossos usuários. Nós iremos oferecer um reembolso aos donos da Fitbit Ionic […] O recall voluntário é específico para esse dispositivo, e não impacta outros relógios ou pulseiras inteligentes da marca”

Fitbit Ionic laranja no pulso de um usuário
Fitbit Ionic de cor Burnt Orange no pulso de um usuário (Imagem: Wikimedia Commons)

Ao Mashable, um porta-voz da Fitbit disse que a companhia recebeu um número “limitado” de queixas de acidentes. Ele diz que o total anunciado pela CPSC “representa 0,001% das unidades vendidas” e que esses incidentes são “muito raros”.

A página oficial da empresa para o recall aceita relatos de usuários brasileiros. Se o número modelo da sua Fitbit Ionic começa com FB503, ela está elegível na campanha. É possível encontrar esse código na parte de trás do dispositivo, perto do lugar onde se instala a pulseira.

Relacionados

Relacionados