Square Enix vende estúdios de Tomb Raider, Deus Ex e Thief por US$ 300 milhões

Gigante japonesa chegou a um acordo com empresa sueca e venderá três estúdios ocidentais; a transação deve ocorrer antes de setembro

Ricardo Syozi
Por

Após muitos jogos de sucesso e outros nem tanto, a Square Enix decidiu aceitar a proposta do Embracer Group e vender os estúdios Crystal Dynamics, Eidos-Montréal e Square Enix Montréal. Com isso, franquias de renome como Tomb Raider, Deus EX e Legacy of Kain passarão de mãos, além de cerca de 1.100 profissionais divididos em oito locais ao redor do mundo.

Shadow of the Tomb Raider (Imagem: Divulgação/Eidos Montréal/Square Enix)
Shadow of the Tomb Raider (Imagem: Divulgação/Eidos Montréal/Square Enix)

Garantindo a aquisição de mais de 50 jogos do catálogo da Square Enix, o Embracer Group confirmou que está comprando os principais estúdios ocidentais da empresa japonesa. Com isso, os três grupos de desenvolvimento de jogos, seus profissionais e localidades passarão a fazer parte do conglomerado, que pagará US$ 300 milhões.

Espera-se que toda a transação seja finalizada entre julho e setembro de 2022, porém é importante destacar que tudo ainda precisa ser aprovado pelas entidades reguladoras envolvidas.

Com a confirmação, a empresa sueca terá sob seu comando, somando Crystal Dynamics, Eidos-Montréal e Square Enix Montréal, cerca de 14 mil empregados, 124 estúdios internos, além de mais de 230 franquias de games, sendo 30 delas consideradas AAA.

Alguns outros estúdios sob o guarda-chuva do Embracer Group são o THQ Nordic, Gearbox Entertainment, Koch Media e a Saber Interactive.

Segundo o release divulgado para a imprensa:

Essa aquisição trará escala adicional ao atual segmento AAA do Embracer, e o Embracer terá um dos maiores canais de conteúdo de jogos para PC/Console em todo o setor, em todos os gêneros. À medida que o pipeline do Embracer amadurece, este será um fator-chave para o crescimento orgânico em vendas líquidas, EBIT operacional e fluxo de caixa livre da empresa.

O CEO da Square Enix America, Phil Rogers, também soltou uma declaração sobre a negociação:

Embracer é o segredo mais bem guardado dos jogos. Uma coleção massiva e descentralizada de empreendedores dos quais estamos entusiasmados em fazer parte hoje. É o ajuste perfeito para nossas ambições: fazer jogos de alta qualidade, com ótimas pessoas, de forma sustentável e aumentar nossas franquias existentes para suas melhores versões de todos os tempos. O Embracer nos permite estabelecer novas parcerias em todas as mídias para maximizar o potencial de nossas franquias e viver nossos sonhos de fazer um entretenimento extraordinário.

Vale destacar que a Square Enix afirmou em seu próprio release para a imprensa de que um dos propósitos da venda dos três estúdios é o investimento em campos como blockchain, inteligência artificial e cloud. Estratégias definidas pela companhia japonesa em 2021.

Novidades para Tomb Raider e Deus EX

No mesmo release, a empresa da Suécia confirmou que a Crystal Dynamics está trabalhando em um novo título da série de Lara Croft que chegará para a atual geração de consoles e PCs. O jogo fará uso da Unreal Engine 5 e promete alcançar níveis de fidelidade inéditos.

Já a Eidos-Montréal ainda não anunciou quais são seus próximos projetos em nível AAA, porém o Embracer Group afirmou que a equipe liderada pelo veterano David Anfossi está trabalhando em novas IPs e empreitadas inéditas de franquias amadas pelos jogadores. O estúdio jamais escondeu que tem carinho por Deus Ex, será que poderemos ter no futuro uma nova aventura nesse universo?

Por último, a Square Enix Montréal provavelmente terá seu nome alterado para refletir seus novos donos. O estúdio de cerca de 150 profissionais manterá seu foco no desenvolvimento de games para dispositivos móveis, continuando o sucesso de obras como Lara Croft Go e Hitman Go.

Deux EX
Deus Ex: Human Revolution foi lançado em 2011 (Imagem: Divulgação / Square Enix)

A meu ver, este pode ser um passo muito importante para algumas franquias de jogos que estão adormecidas há muito tempo. Estava claro que a Square Enix não sabia bem o que fazer com séries como Deus Ex, Thief e Legacy of Kain, então é possível que um novo grupo com diferentes visões encontre sucesso com novas empreitadas.

Qual a sua opinião sobre a troca de donos desses estúdios? Deixe a sua opinião na comunidade do Tecnoblog!

Com informações: Embracer Group.

Relacionados

Relacionados