Notícias Antivírus e Segurança

Google Chrome terá função que alerta se você criar uma senha fraca

Desenvolvedores do Google trabalham em recurso no Chrome que indicará força da senha que usuário criar a partir do navegador

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Senhas dão trabalho. Mas elas continuam sendo um importante mecanismo de segurança. Isso se usarmos combinações fortes — baseadas em letras maiúsculas e caracteres especiais, por exemplo. É por isso que, em breve, o Google Chrome poderá mostrar a força da senha que você criar a partir do navegador.

Cadeado com senha (imagem ilustrativa: TheDigitalWay/Flickr)
Cadeado com senha (imagem ilustrativa: TheDigitalWay/Flickr)

A novidade foi revelada pela conta Leopeva64, no Twitter. O perfil divulgou um link para o Chromium Gerrit (plataforma de gerenciamento e discussão de mudanças no código do Chromium, a base do Chrome) que trata justamente de um indicador de força de senha (“password strength indicator”).

Esse tipo de funcionalidade não é inédito. Quem usa gerenciadores de senhas, como LastPass e 1Password, já se deparou com indicadores que informam se uma senha é fraca ou forte. Muitos serviços online também dão essa informação quando o usuário está criando uma conta ou mudando a sua combinação atual.

Ainda não está claro como o navegador informará ao usuário se a senha que está sendo criada é fraca ou forte. Mas, normalmente, essa indicação é feita por meio de barras nas cores verde (forte), amarela ou laranja (média) e vermelha (fraca). É provável que o Google siga por esse caminho com o Chrome.

O que também é provável é a liberação do recurso para todas as versões do Chrome no desktop (Windows, Linux, macOS e Chrome OS). Para Android e iOS também, mesmo que em uma fase posterior. Afinal, não há razão para a novidade não chegar às versões do navegador para dispositivos móveis.

Duas perguntas ficam no ar, porém. A primeira é: quando o recurso chegará ao Chrome, de fato? Ainda não há previsão para isso, embora tudo indique que não demorará muito. A segunda: por que o Google está trabalhando nisso só agora? Como não sabemos, fica valendo a máxima “antes tarde do que mais tarde”.

Google Chrome (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Google Chrome (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

O que difere uma senha fraca de uma forte?

Uma senha é considerada fraca quando pode ser descoberta facilmente por uma pessoa via tentativa e erro ou por algum mecanismo de força bruta. São exemplos clássicos combinações como “123456”, “qwerty” (sequência do teclado) e “password”.

Por outro lado, uma senha forte é aquela que é composta por uma quantidade tão variada de caracteres que a sua descoberta por meio das mencionadas abordagens é muito difícil, beirando o impossível.

Você pode encontrar dicas para criar senhas fortes aqui, mas eis duas recomendações importantes: use uma combinação longa (com mais de 15 caracteres); misture letras minúsculas, maiúsculas, números e caracteres especiais (como @ e &).

Como é trabalhoso criar senhas fortes e guardá-las, usar um gerenciador de senhas costuma ser uma boa ideia. Vale lembrar que, ainda que modesta, o próprio Chrome tem uma função para guardar senhas.

Com informações: 9to5Google.

Emerson Alecrim

Autor / repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado InfoWester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque