Twitter estaria testando mudanças nas hashtags para fazer mais dinheiro

Caso isso se torne oficial, os usuários não poderão mais criar hashtags para se conectarem; apenas quem pagar poderá usar links nessas palavras

Ricardo Syozi
Por

Testes são feitos para experimentar situações e avaliar possíveis resultados. Até aí tudo bem, mas ocasionalmente há ensaios que nos deixam com a cabeça coçando. Um deles ocorreu na segunda-feira (10), na qual o Twitter estaria testando reduzir a funcionalidade da hashtag, mantendo apenas links que fossem conectados a marcas. Ou seja, os usuários não poderiam mais colocar o famoso símbolo # em qualquer palavra para gerar uma conexão com outras postagens.

Twitter
Twitter (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Ao que tudo indica, o Twitter estaria experimentando remover os links das hashtags comuns para dar maior visibilidade para empresas e marcas. Como resultado disso, a rede social poderia criar uma nova forma de monetização.

Sendo assim, não seria mais possível para um usuário criar algo como #vamosjogar com o intuito de se conectar com outros tuítes com o mesmo conteúdo. No entanto, se uma companhia quisesse destacar um slogan, por exemplo, ela poderia simplesmente abrir a carteira para fazer isso acontecer na plataforma do passarinho azul.

A descoberta foi feita pela desenvolvedora e leaker Jane Manchun Wong. Ela apontou os testes com modelos como #OneTeam e #Periscope, ambos com links. Em seguida, mostrou um tuíte simples com #hashtag, que ficou como qualquer outra palavra.

E sim, realmente parece uma escolha estranha por parte do Twitter.

Mudança poderia ser um tiro na própria asa

É claro que são apenas experimentos por parte da rede social, sem qualquer menção a uma implantação oficial. Seja como for, não acredito que isso seria bem aceito pela comunidade bastante ativa do Twitter.

Uma das coisas que facilitam a comunicação entre usuários é exatamente a hashtag, limitar o uso dela e ainda direcioná-la apenas para conteúdo afiliado de alguma marca não me parece um caminho interessante.

Vale ressaltar que um dos motivos da plataforma ter tantas comunidades é a conexão entre seus membros, criada a partir da combinação de palavras com o símbolo do jogo da velha. Forçar uma mudança, mesmo que gradual, poderia afastar muitas pessoas de suas próprias timelines.

Para efeito de curiosidade, Chris Messina, o inventor da hashtag, decidiu deixar a sua opinião sobre os testes da rede social:

Com informações: Digital Trends.

Relacionados

Relacionados