Como o Twitter ganha dinheiro? Veja as principais fontes de receita da rede social

Apesar da gratuidade, o Twitter conta com algumas soluções para lucrar; veja as 5 formas utilizadas pela rede social para gerar receita

Amanda Machado
Por

Mesmo sendo gratuito para usuários e empresas, o Twitter precisa gerar lucro para se manter ativo na internet, situação que também acontece com o Instagram e Facebook. Continue aqui comigo para entender como o Twitter ganha dinheiro, ou seja, quais são as soluções utilizadas pelo microblog para faturar. Vamos lá?

Logotipo do Twitter
Como o Twitter ganha dinheiro (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Publicidade

A principal receita do Twitter parte da venda de espaços publicitários na rede social. Aqui, as contas comerciais pagam para que seus perfis e conteúdos atinjam mais usuários. Isso ocorre a partir da publicidade personalizada que usa um algoritmo para que esses anúncios cheguem às pessoas certas.

Com isso, as contas podem segmentar os seus anúncios com base no público que deseja atingir, nos critérios pré-definidos e no orçamento estabelecido, podendo utilizar recursos como enquetes, botões, hashtags e notificações.

Os formatos de anúncios no microblog envolvem:

  • Anúncios promovidos: a oferta padrão de imagem, vídeo, carrossel, texto ou coleção de Tweets;
  • Anúncios para seguidores: que tem o objetivo de aumentar a visibilidade de uma conta para alcançar mais usuários;
  • Twitter Amplify: um recurso que permite que os anúncios se alinhem aos conteúdos em vídeo dos publishers (editores) mais relevantes;
  • Twitter Takeover: o espaço premium do Twitter tanto no desktop quanto no mobile se torna propriedade exclusiva do anunciante;
  • Twitter Live: transmissões ao vivo em que os anunciantes podem interagir com a audiência;

Vale destacar que, para o Twitter conseguir atrair mais empresas anunciantes visando aumentar os seus lucros, é importante que a rede social tenha uma base grande de usuários. Afinal, quanto mais pessoas acessando, mais chances das empresas anunciarem seus produtos ou serviços.

A partir disso, o Twitter mede essa base utilizando a métrica de usuários ativos diários monetizáveis, ou mDAU, que corresponde ao número de usuários que fizeram login no Twitter em um determinado dia.

O Twitter oferece diferentes formatos de anúncios com recursos de interação. (Imagem: Reprodução / Twitter)

Licenciamento de dados

Outro caminho que o Twitter utiliza para gerar receita é o licenciamento de dados, conhecido como “firehose”. Aqui, a rede social vende seus dados públicos para empresas analisarem tendências e venderem insights para marcas que desejam entender melhor como estão seus negócios diante do público.

Dessa maneira, marcas podem entender os sentimentos dos usuários em relação ao seu produto ou serviço e até mesmo colher ideias de futuros lançamentos, por exemplo.

Super Follows

Nesse recurso, criadores de conteúdos podem oferecer aos seus seguidores mais engajados a assinatura Super Follows em que os assinantes terão conteúdos exclusivos como Tweets bônus, selos, prévias, notificações e benefícios.

O assinante define o custo mensal que deseja pagar pelo Super Follow entre os valores: US$ 2,99; US$ 4,99; ou US$ 9,99. Além disso, os criadores podem receber até 97% da renda obtida com o Follows, já que são descontadas algumas tarifas cobradas pela plataforma.

Segundo o Twitter: “Quando você dá um Super Follow em uma pessoa, ela pode receber até 97% do que você paga, depois das tarifas de compras no aplicativo, e até US$ 50.000 em ganhos cumulativos baseado nos Termos do Criador de Super Follows do Twitter. Após US$ 50.000 em ganhos cumulativos, ela pode receber até 80% de renda após as tarifas de compras no aplicativo.”

Twitter Spaces

No Twitter Spaces, o host do bate-papo pode cobrar ingressos, com valores definidos por ele, para que usuários participem da conversa. Nesses espaços é possível fazer encontros com fãs e workshops, por exemplo, mas o criador de conteúdo precisa atender aos critérios mínimos de qualificação para ter acesso ao recurso Spaces com ingressos.

As tarifas e valores a receber por parte dos criadores são os mesmos calculados para o recurso Super Follows descrito no tópico acima.

Twitter Blue

Com assinatura mensal paga, o Twitter Blue oferece acesso a recursos premium da plataforma que permite aos assinantes personalizar suas experiências de uso na rede social. Entre esses recursos estão: desfazer Tweet; artigos sem anúncios; pastas de itens salvos; ícones personalizados para aplicativos; temas; navegação personalizada; artigos em destaque; e leitor (sequências com menos interrupções visuais).

O Twitter Blue é uma assinatura mensal paga, com acesso a recursos premium. (Imagem: Reprodução / Twitter)

E aí, você já conhecia todas essas soluções utilizadas pelo Twitter para gerar receita? Conta lá na Comunidade do TB.

Com informações: Investopedia, BBC, Twitter 1, 2 e 3.

Amanda Machado

Analista de Conteúdo

Amanda Machado é jornalista formada pela Universidade Norte do Paraná. Trabalhou por três anos como produtora de conteúdo online nas áreas de marketing digital, mercado online e lojas virtuais. Por um ano ficou à frente da newsletter da Nowall School, abordando temas sobre redes sociais, tecnologia, produção de conteúdo e estratégias digitais. Entrou para o Tecnoblog em 2021, como analista de conteúdo.

Relacionados

Relacionados