Telegram usa blockchain para você criar conta mesmo sem número de celular

Usuários podem comprar um número anônimo pelo Fragment; Telegram permite o acesso ao mensageiro mesmo sem ter um chip de operadora

Bruno Gall De Blasi
Por

Para criar uma conta no Telegram, é preciso ter um telefone em mãos. Mas este procedimento deixou de ser exclusivo: o mensageiro ganhou uma opção para acessá-lo sem um chip de operadora. A atualização desta terça-feira (6) permite que os usuários usem a plataforma Fragment para adquirir um número anônimo.

Telegram
Telegram (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

O sistema de login do Telegram sempre exigiu um chip de operadora para ser acessado. Esta medida se assemelha a outras plataformas, como o WhatsApp e Signal, que relaciona o número de telefone à conta.

Esta credencial poderia ser usada tanto para login quanto para entrar em contato com outras pessoas.

O Telegram também oferece uma alternativa para encontrar amigos, parentes, colegas de trabalho e afins: um usuário.

O mensageiro, por outro lado, foi além. Com a nova versão, os usuários poderão criar contas sem depender de um chip de operadora. 

Segundo a equipe por trás do serviço, através da novidade, será possível “fazer login usando números anônimos baseados em blockchain disponíveis na plataforma Fragment”.

App do Telegram (Imagem: Ivan Radic/Flickr)
App do Telegram (Imagem: Ivan Radic/Flickr)

Como funciona o login via blockchain?

Todo o sistema depende do Fragment. O serviço, que pode ser acessado com a sua conta do mensageiro, ficou conhecido pelos leilões para vender nomes de usuários raros no Telegram. 

Agora, o sistema será utilizado para outros fins. Através da plataforma, será possível fazer lances para comprar números anônimos com o código internacional +888.

“Adquira um ID não vinculado a um cartão SIM e faça login no Telegram apenas com sua conta blockchain”, diz a descrição da página para comprar o número. “Esses números funcionarão apenas no Telegram.”

A transação é efetuada dentro da plataforma. O mesmo acontece com os pagamentos, via blockchain, que serão realizados com Toncoins.

Se você preferir, também é possível criar números aleatórios por 9 Toncoins.

Fragment vende números anônimos para serem usados no Telegram (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Fragment vende números anônimos para serem usados no Telegram (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)

O acesso é anônimo mesmo?

De fato, se você não usa um número de telefone, fica mais difícil saber quem é o responsável pela conta. Afinal, no caso do Brasil, a Anatel exige que as pessoas insiram um CPF para ativar linhas de celular, mesmo se for pré-pago.

Ou seja, ao comprar uma linha de telefone, você sempre precisará se identificar. A regra também vale para turistas.

Por outro lado, pelo blockchain, este fator de autenticação é deixado de lado. Mas isto não significa que tudo será realizado em sigilo absoluto.

Na Índia, por exemplo, o Telegram teve que entregar dados pessoais de acusados de pirataria após uma decisão do Tribunal Superior de Delhi. Entre as informações reveladas, estão nomes, números de telefone e endereços IP de administradores dos canais investigados.

A pressão acontece em outros países. No Brasil, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ordenou que a plataforma fosse bloqueada no Brasil caso não colaborasse com as investigações sobre uma rede de fake news. 

Não demorou muito e o CEO do mensageiro, Pavel Durov, respondeu aos pedidos e se desculpou pela “falha de comunicação”. Depois, a plataforma fechou uma parceria com TSE para combater fake news nas eleições de 2022.

Usuários poderão acessar o Telegram sem um chip de operadora (Imagem: Reprodução)
Usuários poderão acessar o Telegram sem um chip de operadora (Imagem: Reprodução)

Telegram é atualizado; veja as novidades

Esta não é a única novidade do Telegram. Além do login sem chip, os usuários contam com a opção para excluir todos os chats automaticamente. A opção está disponível nas configurações de “Privacidade e Segurança” do mensageiro.

Os tópicos entram para a lista de novidade. Na versão 2.0, a ferramenta vai aparecer na tela inicial do aplicativo de mensagens. Também há melhorias no recurso para impedir spam, busca de emojis no iOS, QR code temporário e mais.

A nova versão já está disponível a todos os usuários do aplicativo de mensagens.

Relacionados

Relacionados