Amazon ultrapassa Microsoft e se torna terceira empresa mais valiosa dos EUA

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 1 mês

A Microsoft perdeu para a Amazon o posto de terceira empresa mais valiosa dos Estados Unidos. Nesta quarta-feira (14), a loja de Jeff Bezos viu suas ações subirem 2,6% na bolsa, elevando o valor de mercado da companhia para US$ 702,46 bilhões. Enquanto isso, a dona do Windows fechou o dia valendo US$ 699,22 bilhões.

É a primeira vez que a Amazon ultrapassa a Microsoft em valor de mercado no fechamento da bolsa de valores — isso já aconteceu por um breve momento no dia 7 de fevereiro, mas a Microsoft se recuperou antes do final do dia. Ambas as empresas divulgaram resultados financeiros melhores que os esperados pelos analistas, mas as ações da Amazon subiram mais desde o início de fevereiro.

O crescimento da Amazon vem se refletindo na fortuna pessoal do CEO Jeff Bezos, que detém 16,3% das ações da empresa: ele se tornou a pessoa mais rica do mundo em 2017, com patrimônio estimado em US$ 118 bilhões, enquanto Bill Gates, que ocupou a primeira posição 13 vezes desde 2000, tem atualmente US$ 90,3 bilhões.

O ranking de empresas mais valiosas dos Estados Unidos é liderado pela Apple (US$ 849,24 bilhões), seguida pela Alphabet (US$ 745,47 bilhões).

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados