Apple deve liberar Chrome “de verdade” no iPhone, e Google já está se preparando

Fabricante não permite o uso de engines de terceiro nos navegadores baixados; pressão contra Apple deve mudar cenário e Google trabalha em novo Chrome para iOS

Felipe Freitas
Por
• Atualizado há 6 meses
Google deve eliminar cookies de terceiros apenas em 2023 (Imagem: Tati Tata/Flickr)
Google Chrome (Imagem: Tati Tata/Flickr)

Com a pressão dos Estados Unidos e Europa, a Apple pode mudar as suas políticas restritivas para desenvolvedores. Coincidência ou não, o Google parece preparar um Chrome “de verdade” para o iPhone caso as políticas sejam alteradas. Atualmente, a Apple exige que os aplicativos de terceiros usem os sistemas do iOS.

Como publicou o The Register, uma publicação no fórum de bugs do Chromium revela que desenvolvedores do Google estão trabalhando em uma nova versão do Chrome para o sistema operacional do iPhone. Segundo um porta-voz do Google, o projeto é apenas “experimental” — vamos fingir que sim.

A engine (motor) do navegador Chrome é a Blink, criada pelo projeto Chromium, browser de código aberto e que é a base de outros. O Blink também é usado no Opera, Edge e quase todos os outros navegadores baseados em Chromium. Porém, a Apple obriga que os desenvolvedores utilizem o seu WebKit para os navegadores — é como se, no fundo, todos os browsers terceiros fossem “Safari”.

Com o uso do Blink no iOS, o Chrome para iPhones seria uma versão “mais fiel” do navegador para Android e Web. No caso, seria a portabilidade do browser para o smartphone da Apple. Todavia, o autor da publicação original, que relata um bug no “experimento”, afirma que o problema não faz parte de um app que será lançado.

O porta-voz do Google, em resposta ao The Register, além de reforçar que é apenas um teste, disse que a empresa continuará seguindo as políticas de desenvolvedores da Apple. O porta-voz relata que a ideia é avaliar o desempenho do iOS de um projeto open-source para o sistema operacional do iPhone.

Google Chrome para iPhone (Foto: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)
Google Chrome no iPhone (Imagem: Bruno Gall De Blasi/Tecnoblog)

Políticas da Apple podem mudar em breve

Nos Estados Unidos e na União Europeia (EU), a fabricante do iPhone é pressionada pelas suas políticas para aplicativos de terceiros. E não estamos falando só da taxa de 30% que a Apple cobra por vendas dentro de apps. As duas entidades se posicionaram contra a prática da empresa de forçar o uso de seus serviços, como engines, frameworks e sistema de pagamento. Logo, a Apple pode ser obrigada a mudar a sua política para desenvolvedores.

Na disputa judicial da empresa de Cupertino contra a Epic, a juíza do caso decidiu que a Apple não pode impedir que os aplicativos utilizem outros sistemas de pagamento. A criadora da App Store recorreu da decisão, mas ainda não se sabe quando o recurso será julgado.

Essa pressão contra a Apple é o que levanta as suspeitas sobre o propósito do Chrome “de verdade” para iOS. O Google pode estar se preparando para quando “a liberdade cantar”. Assim, se a Apple encerrar as suas exigências, o Chrome com Blink já estará pronto para a App Store.  

Com informações: MacRumores (1 e 2)

Relacionados