Apple anuncia novos MacBooks e iMac com chip M3; veja os preços

Linha de processador fica entre 30% e 50% mais veloz do que nas gerações passadas, de acordo com a Apple. GPU ganha tecnologia de ray tracing.

MacBook Pro 2023 estreia chip M3 (Imagem: Divulgação/Apple)
MacBook Pro 2023 estreia chip M3 (Imagem: Divulgação/Apple)

A Apple anunciou a nova geração de Macs na noite de hoje durante o evento Scary Fast, que foi transmitido via internet. O novo MacBook Pro pode ter tela de 14 ou 16 polegadas, com preços que começam em R$ 18.499 e R$ 28.999, respectivamente. Também foi apresentado o novo iMac de 24 polegadas – uma versão “atualizada”, de acordo com a fabricante.

Além disso, a gigante de Cupertino aproveitou a oportunidade para revelar o chip M3, com a promessa de ser o mais poderoso processador já produzido pela companhia. Não custa lembrar: há alguns anos, a Apple se divorciou da Intel e começou a projetar seus próprios SoCs.

A Apple confirmou ao Tecnoblog que os produtos chegam ao Brasil “em breve”, sem especificar uma data.

A linha de chips M3

A família M3 é composta por três variações: além do chip básico, há os modelos M3 Pro e M3 Max. O desempenho pode ser até 30% mais rápido do que o chip M2 e 50% mais veloz do que o chip M1, quando considerados os núcleos projetados para eficiência energética. Já os núcleos de alta performance são 15% superiores ao M2.

Em comum entre eles está a fabricação com litografia de 3 nanômetros, a mesma usada no A17 Pro do iPhone 15 Pro. 

Nova linha Apple M3 é composta por três variantes (Imagem: Reprodução/Apple)
Nova linha Apple M3 é composta por três variantes (Imagem: Reprodução/Apple)

A Apple considera que o principal diferencial da família M3 está na GPU. Ela conta com Dynamic Caching, que aloca quantidades de memória exatas para cada tarefa, o que deve melhorar o desempenho em jogos.

Por falar em games, o M3 é o primeiro chip da empresa com suporte a ray tracing, tecnologia para renderização de raios de luz em jogos. A promessa é um desempenho 80% mais rápido que no M2 em gráficos.

O M3 básico inaugura a 3ª geração dos chips da Apple. Ele oferece 8 núcleos de CPU. Além disso, são 10 cores de GPU e suporte a até 24 GB de RAM.

O M3 Pro tem 12 núcleos de CPU, 18 de GPU e suporte a até 36 GB de memória unificada. Por fim, o M3 Max tem 16 núcleos de CPU, 40 de GPU e até 128 GB de memória.

Arquitetura dos chips M3, M3 Pro e M3 Max (Imagem: Divulgação/Apple)
Arquitetura dos chips M3, M3 Pro e M3 Max (Imagem: Divulgação/Apple)

A inteligência artificial é um assunto em alta, e a Apple deu uma atenção especial a isso. Segundo a empresa, a nova Neural Engine é até 60% mais rápida que a da família M1, o que deve ajudar em tarefas como redução de ruído em imagens e detecção automática de cenas para edição.

Os três chips da família M3 vêm ainda com um motor para mídia, que fornece aceleração de hardware para codecs de vídeo, como H.264, HEVC, ProRes e ProRes RAW.

O novo MacBook Pro

Teclado do MacBook Pro 2023 na cor Space Black (Imagem: Divulgação/Apple)
Teclado do MacBook Pro 2023 na cor Space Black (Imagem: Divulgação/Apple)

Com mesmo design da geração passada, a Apple anunciou diversos novos modelos de MacBook Pro. Eles possuem tela de 14 ou de 16 polegadas. A principal diferença tem a ver com o chip no interior do notebook: os usuários poderão escolher entre os três modelos apresentados hoje.

Tome como exemplo o MacBook Pro 2023 com 14 polegadas. De acordo com a Apple, o desempenho ao aplicar filtros e realizar processamento de imagem é 40% superior ao visto em MacBooks com chip M1. Ele é indicado para estudantes, empreendedores e creators.

Apple apresenta novo MacBook Pro na cor Space Black (Imagem: Reprodução/Apple)
Apple apresenta novo MacBook Pro na cor Space Black (Imagem: Reprodução/Apple)

O MacBook Pro 2023 com chip M3 Max consegue lidar com quatro monitores externos, cada qual exibindo imagens em 4K. O display exibe até 1.600 nits, um brilho considerado bastante elevado.

Além disso, o novo MacBook Pro com M3 Pro ou M3 Max será vendido numa cor inédita: o Space Black, em que todo o acabamento em preto lembra um chumbo bastante elegante.

Veja os preços no Brasil do MacBook Pro de 14 polegadas:

  • M3: R$ 18.499
  • M3 Pro: R$ 22.999
  • M3 Max: R$ 34.999

E agora os preços do MacBook Pro de 16 polegadas:

  • M3 Pro: R$ 28.999
  • M3 Max: R$ 38.999

Não custa lembrar estes que são os valores de referência, já que o consumidor pode personalizar os componentes do computador, o que impacta no custo final.

O iMac “atualizado” de 24 polegadas

O computador all-in-one iMac de 24 polegadas ganhou uma atualização e agora será equipado com o chip M3. A Apple afirma que ele oferece do dobro da velocidade do modelo anterior, que vinha com o chip M1. A empresa ainda diz que o salto de desempenho é de 2,5 vezes em relação ao iMac de 27 polegadas mais popular com processador da Intel.

iMac de 24 polegadas também ganha chip M3 (Imagem: Divulgação/Apple)
iMac de 24 polegadas também ganha chip M3 (Imagem: Divulgação/Apple)

A nova versão do iMac permanece com o design e as especificações de antes. Ele tem tela com resolução 4.5K e traz webcam Full HD (1080p). O computador chega ao mercado brasileiro com preços a partir de R$ 14.499 (na versão com CPU de 8 núcleos, GPU de 8 núcleos, armazenamento de 256 GB e memória unificada de 8 GB).

Reveja o evento Scary Fast

Receba mais sobre Apple na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Thássius Veloso

Thássius Veloso

Editor

Thássius Veloso é jornalista especializado em tecnologia e editor do Tecnoblog. Desde 2008, participa das principais feiras de eletrônicos, TI e inovação. Na mídia, também atua como comentarista da GloboNews e da CBN, além de ser palestrante, mediador e apresentador de eventos. Já apareceu no Jornal Nacional, da TV Globo, e publicou artigos na revista Galileu e no jornal O Globo. Ganhou o Prêmio Especialistas em duas ocasiões e foi indicado diversas vezes ao Prêmio Comunique-se.

Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados