Project Loon

A Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês), órgão dos Estados Unidos equivalente à Anatel, deu autorização para a Alphabet liberar balões aerostáticos no céu de Porto Rico. O objetivo é levar internet às áreas que foram afetadas pelo furação Maria e, assim, ajudar na recuperação da região.

Os balões fazem parte do Project Loon. Trata-se de uma iniciativa em desenvolvimento pelo Google desde 2013 (bem antes do surgimento da Alphabet) que visa levar acesso à internet com auxílio de balões a regiões remotas ou que ficaram com os serviços de telecomunicações prejudicados por causa de desastres.

É o que aconteceu em Porto Rico. No mês passado, o furação Maria atingiu severamente a região, causando chuvas torrenciais, ventos fortes, alagamentos, ondas gigantes no mar e outros problemas que resultaram em destruição, mortes e milhares de desabrigados.

O fornecimento de energia elétrica de Porto Rico foi bastante prejudicado pelo furação, assim como os serviços de telecomunicações. Mais de 80% das torres de telefonia celular estão sem funcionar e não devem voltar a operar tão cedo.

Espera-se que os balões do Project Loon cubram pelo menos parte do sinal dessas torres com redes LTE emergenciais. A ideia é permitir que a população tenha o mínimo de comunicação e auxiliar as autoridades locais nos trabalhos de recuperação e atendimento às vítimas, tanto em Porto Rico quanto na região das Ilhas Virgens, também atingida pelo furação Maria.

Project Loon

Ainda não está claro quantos balões serão utilizados. Ao Engadget, a Alphabet explicou que, para que os balões possam disponibilizar internet na região, é necessário que eles se integrem a redes de telecomunicações locais. A companhia já trabalhou com a Telefónica no Project Loon. A expectativa é a de que essa parceria seja restabelecida agora. Outras operadoras também deverão fazer do projeto.

Não será a primeira vez que o Project Loon auxilia as comunicações de uma região afetada por desastres naturais. No início do ano, os balões forneceram acesso à internet em pontos do Peru devastados por inundações. A rede cobriu uma área com mais de 40 mil quilômetros quadrados.

A Alphabet não é a única companhia disposta a oferecer tecnologia para auxiliar na recuperação de Porto Rico. Elon Musk já anunciou que, se obtiver autorização, uma equipe da Tesla ajudará a restabelecer os serviços de fornecimento de energia da região.

The Tesla team has done this for many smaller islands around the world, but there is no scalability limit, so it can be done for Puerto Rico too. Such a decision would be in the hands of the PR govt, PUC, any commercial stakeholders and, most importantly, the people of PR.

— Elon Musk (@elonmusk) 5 de outubro de 2017

Vale destacar que os balões do Project Loon atingem altitudes de aproximadamente 60 mil pés (quase 20 quilômetros), podem ficar mais de 100 dias na estratosfera, são alimentados por painéis solares e disponibilizam redes com velocidade de até 10 Mb/s (megabits por segundo).

Com informações: TechCrunch

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados