Banco Central inicia estudos para emitir moeda digital

Nova moeda faria parte da política monetária do país, diferenciando-se de criptomoedas como o bitcoin

Ana Marques
Por
• Atualizado há 9 meses
banco central do brasil (Foto: Foto: Rodrigo Oliveira/Caixa Econômica Federal)

O Banco Central (BC) anunciou, na última quinta-feira (20), a criação de um grupo de estudo para discutir a emissão de uma moeda digital no Brasil. A ideia é mapear os possíveis riscos do processo, bem como analisar os impactos da ação sobre a estabilidade financeira do país e a condução das políticas monetária e econômica.

Como o nome sugere, uma moeda digital não tem representação física – sua circulação é feita apenas por meio eletrônico. No entanto, não deve-se confundir esse tipo de moeda com criptomoedas como o bitcoin, que não têm garantia nacional.

A moeda digital do Banco Central (CBDC) não traria concorrência ao real. Em comunicado, o BC afirma que “trata-se de apenas uma nova forma de representação da moeda já emitida pela autoridade monetária nacional, ou seja, faz parte da política monetária do país de emissão”.

Caso seja implementada, a CBDC poderá “provocar mudanças substanciais no Sistema Financeiro Nacional”, trazendo benefícios complementares aos do PIX, novo sistema de pagamentos instantâneos que entra em vigor em 16 de novembro.

A emissão de moeda digital por bancos centrais é objeto de estudo ao redor do mundo, e pode melhorar a forma como pessoas e países realizam transações comerciais.

Com informações: Banco Central do Brasil

Receba mais sobre Brasil na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados