O real digital agora tem nome: Drex

Banco Central anuncia nome e marca de seu projeto de moeda digital; testes já começaram e contam com 16 empresas e consórcios participantes

Giovanni Santa Rosa
Por
• Atualizado há 9 meses
Marca do Drex, composta por letras em azul o texto "by Banco Central do Brasil" embaixo. A ilustração traz ainda moedas douradas.
Drex (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

A moeda digital brasileira deu mais um passo para se tornar realidade nesta segunda-feira (7). O Banco Central (BC) anunciou que o real digital será chamado Drex. A expectativa é que ele esteja disponível para a população até o fim de 2024 e seja uma alternativa ao real em papel ou moeda.

Cada letra do nome Drex tem um significado relacionado ao projeto: “dr” são de “real digital”; “e”, de “eletrônico”; e “x” passa a ideia de modernidade e conexão, na visão do Banco Central. O Drex também ganhou uma marca oficial do Banco Central, assim como aconteceu com o Pix.

O que é o Drex?

Drex é uma moeda digital de banco central, ou CBDC (Central Bank Digital Currency), sigla em inglês pela qual esse tipo de ativo é conhecido.

Ao contrário das criptomoedas, as moedas digitais de banco central contam com lastro do governo e emissão centralizada. O Drex, portanto, será uma extensão digital do real físico.

A cotação não varia: um Drex vale a mesma coisa que um real de papel ou moeda sempre. O Drex também poderá ser trocado por notas e vice-versa.

Para ter acesso à moeda digital, os usuários precisarão ter uma carteira virtual. Ela ficará em custódia de uma instituição de pagamento ou de um banco autorizado pelo Banco Central.

O Banco Central usará uma plataforma de registros distribuídos, como a blockchain, para as operações. Serão três tipos de ativos:

  • O Real Digital para o atacado e para o mercado interbancário, análogo às reservas bancárias ou às contas de liguidação.
  • O Real Tokenizado será voltado para o varejo, análogo ao depósito bancário.
  • Os Títulos do Tesouro Direto, que também poderão ser comprados e vendidos neste ambiente.

Quando o Drex chega?

Atualmente, o Drex está em testes em um programa piloto do Banco Central, que reúne 16 empresas individuais ou consórcios de empresas.

As discussões do Banco Central para criar uma moeda digital começaram em 2020. Ainda não existe um cronograma de lançamento, mas a expectativa é que o Drex seja liberado para o público até o fim de 2024.

Com informações: Banco Central, G1 (1, 2), InfoMoney

Receba mais sobre Banco Central na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Giovanni Santa Rosa

Giovanni Santa Rosa

Repórter

Giovanni Santa Rosa é formado em jornalismo pela ECA-USP e cobre ciência e tecnologia desde 2012. Foi editor-assistente do Gizmodo Brasil e escreveu para o UOL Tilt e para o Jornal da USP. Cobriu o Snapdragon Tech Summit, em Maui (EUA), o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre (RS), e a Campus Party, em São Paulo (SP). Atualmente, é autor no Tecnoblog.

Canal Exclusivo

Relacionados