Bill Gates diz que derrota da Microsoft para o Android é seu maior erro

Para Bill Gates, falha de gestão fez Microsoft não ser o que o Android é hoje

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Bill Gates

Se você acha que a Microsoft tinha tudo para ter grande participação no mercado de smartphones, saiba que você não está sozinho: em evento organizado pela empresa de ventura capital Village Global, Bill Gates declarou que o seu maior erro foi não ter transformado a companhia no que o Android é hoje.

O que Gates quis dizer é que, da mesma forma que o Windows é o sistema operacional mais usado do mundo em PCs, uma plataforma da Microsoft é que deveria ser padrão em dispositivos móveis, com óbvia exceção para os aparelhos da Apple:

“O maior erro de todos os tempos foi alguma falha de gestão da minha parte que fez a Microsoft não ser o que o Android é hoje. Ou seja, o Android é a plataforma padrão para celulares que não são da Apple. Era algo natural para a Microsoft conquistar”.

Natural porque, como a Microsoft tem o sistema operacional que domina o mercado de PCs, para ela seria uma questão de lógica explorar o mesmo modelo de negócio no segmento de dispositivos móveis.

Mas o grande problema — e aqui talvez entre a falha de gestão mencionada por Gates — é que a Microsoft demorou para agir: por estar na zona de conforto proporcionada pelo domínio do Windows, a companhia demorou para perceber o potencial do mercado móvel.

A estratégia do Google foi rápida e focada no futuro. A companhia comprou o Android em 2005 por US$ 50 milhões. Naquela época, o sistema operacional ainda estava em fase embrionária, mas o Google já tinha grandes planos para ele.

Não por acaso, o ex-CEO do Google Eric Schmidt admitiu que o Android foi adquirido com certa urgência para que a plataforma móvel da empresa se desenvolvesse antes que a Microsoft adotasse uma estratégia consistente para esse mercado. Deu certo. Quando o Windows Phone chegou, Android e iOS já eram plataformas com amplo domínio.

No vídeo, a declaração de Gates sobre o Android começa em 11:45:

O que mais chama atenção na entrevista é o fato de Bill Gates, de certa forma, ter chamado para si a responsabilidade pela falha da Microsoft no mercado móvel. A “culpa” frequentemente é atribuída a Steve Ballmer, afinal, ele é quem esteve à frente da companhia na década de 2000.

Seja como for, o próprio Gates dá uma estimativa do que a Microsoft perdeu com derrota para o Android: “há espaço para exatamente um sistema operacional [móvel] que não seja da Apple, e quanto vale isso? US$ 400 bilhões que seriam transferidos da empresa G para a empresa M” (é óbvio que, com ‘G’ e ‘M’, Gates se refere ao Google e à Microsoft).

Com informações: The Verge.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados