Carros da GM vão receber IA que poderá te ensinar a trocar um pneu

Vice-presidente da multinacional acredita que tecnologias como o ChatGPT marcará presença no dia a dia das pessoas; parceria com a Microsoft pode render frutos

Ricardo Syozi
Por
general motors
Prédio da General Motors em Detroit (Imagem: Reprodução / Patricia Beck)

A empresa americana General Motors confirmou que está trabalhando em um chatbot para seus carros baseado na mesma tecnologia feita pela OpenAI. Em um futuro próximo, os veículos poderão dar respostas ao motorista em situações nas quais ele recorreria ao manual, por exemplo. Essa seria uma aposta da companhia, que acredita que o “ChatGPT estará em tudo”, como o vice-presidente Scott Miller afirmou em uma entrevista.

A informação veio primeiramente do Semafor e foi confirmada pelo Reuters. Segundo um porta-voz da multinacional, o foco de introduzir a novidade em seus automóveis é o de mantê-los modernos para os usuários:

Essa mudança não é apenas sobre um único recurso, como a evolução dos comandos de voz, mas significa que os clientes podem esperar que seus futuros veículos sejam muito mais capazes e atualizados em geral quando se trata de tecnologias emergentes.

Por já ter uma parceria com a Microsoft, que recentemente atingiu a marca de 100 milhões de usuários diários no Bing, a GM acredita que pode lançar o seu projeto de inteligência artificial nos carros em um futuro próximo.

Alguns dos usos esperados da plataforma seriam o de consultar informações sobre o automóvel e o de realizar ações como abrir portas de garagem. Você também poderia perguntar ao robô como trocar um pneu, por exemplo.

Além disso, é possível imaginar a integração de uma agenda para conferir datas importantes e a conexão com outros apps. Quem sabe, até mesmo, ligar o carro para você.

automóveis da GM
Automóveis da GM (Imagem: Divulgação / General Motors)

ChatGPT está nos mais diversos lugares

Ter um robô em seu automóvel parece uma ideia interessante, mas os carros não serão os primeiros a receber a tecnologia. Já há outros objetos e marcas do dia a dia que têm a criação da OpenAI como parte de seus recursos.

O Apple Watch recebeu um app chamado WatchGPT, que permite a conexão direta com o ChatGPT para o usuário fazer perguntas falando ou digitando no smartwatch. Ele também oferece compartilhamento das respostas pelas redes sociais com alguns simples toques.

Ademais, a desenvolvedora do chatbot anunciou que está disponibilizando uma API para outras empresas integrarem a inteligência artificial que conversa a seus produtos. O objetivo é o de oferecer a plataforma de inteligência artificial para entender pedidos e dar respostas aos clientes. Shopify e Instacart já aderiram à novidade.

Mesmo se você já cansou de ler e ouvir sobre esses robôs, pode se preparar, pois tudo indica que a tecnologia não vai embora tão cedo.

Com informações: Engadget.

Relacionados