É possível usar o ChatGPT para gerar chaves de autenticação do Windows… 95

Youtuber usou matemática para decifrar o formato do código de ativação; para convencer a IA, ele pediu para ela criar uma série de letras e números de maneira específica

Ricardo Syozi
Por
Foto por Yining Zhang/Flickr
Windows 95 (Imagem: Yining Zhang/Flickr)

O ChatGPT vem marcando presença em diversas atividades, desde perguntas simples do dia a dia a criação de códigos para páginas inteiras. Um youtuber quis experimentar algo diferente com a plataforma da OpenAI, então decidiu tentar gerar chaves de licença do Windows 95. Após alguns testes e a utilização de matemática, ele enganou a inteligência artificial e conseguiu seu objetivo.

A experiência foi feita pelo youtuber Enderman, que preferiu usar o Windows 95, porque ele usa um sistema de validação mais simples do que seus sucessores. O formato utiliza uma combinação de números que pode ser descoberta através de matemática.

Outro motivo é que tudo foi feito para sanar a curiosidade e não para ensinar outros a burlarem o sistema operacional da Microsoft. Como a empresa encerrou qualquer suporte para esse SO há mais de 20 anos, o usuário decidiu seguir pelo caminho mais seguro nesta situação.

Para convencer o ChatGPT a gerar as chaves, o youtuber pediu por uma série de letras e números que correspondem às exigências do Windows 95. Isso porque se você pedir literalmente para o chatbot criar códigos de ativação de algum produto, ele vai recusar.

Após algumas tentativas e refinamentos, o usuário conseguiu fazer com que a IA gerasse uma chave de autenticação correta dentro de 30. Segundo Enderman, o que impediu o robô de fazer mais acertos foram suas dificuldades com matemática. Por fim, o produtor de conteúdo ainda brincou com a inteligência artificial apontando que conseguiu enganá-la.

https://youtu.be/2bTXbujbsVk

Windows 95 tem mais de 25 anos

Quando a Microsoft lançou o Windows 95 em 24 de agosto de 1995, ela conseguiu popularizar o uso comum de computadores pessoais. Sua interface simples era o suficiente para chamar a atenção dos usuários, ainda mais daqueles que não eram acostumados com esse tipo de máquina dentro de casa.

Com ele, não era mais necessário fazer um boot do DOS e lembrar de digitar alguns comandos para acessar o SO. Bastava ligar o computador e voilà.

Essa facilidade ajudou muito na popularização dos PCs, pois permitia que qualquer pessoa conseguisse utilizar o computador. A Microsoft fez toda a interface do zero, uma criação do engenheiro de software Raymond Chen.

Em 2020, quando o Windows 95 celebrou 25 anos, a companhia de Redmond disponibilizou entrevistas com funcionários da época, além de um vídeo curto em comemoração. Sendo assim, o salto do Windows 3.1 para o 95 foi enorme e extremamente importante para o que temos hoje em dia.

Com informações: Digital Trends.

Relacionados