ChatGPT ganha versão paga que dá acesso prioritário e respostas mais rápidas

ChatGPT Plus custará US$ 20 por mês nos Estados Unidos; plano pago promete acesso mesmo quando serviço tiver pico de demanda

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 9 meses
Aviso de que o ChatGPT está indisponível por alta procura (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)
Aviso de que o ChatGPT está indisponível por alta procura (imagem: Emerson Alecrim/Tecnoblog)

Depois de um período inicial de testes fechados, a versão paga do ChatGPT foi anunciada pela OpenAI. Batizada de ChatGPT Plus, o novo plano custará US$ 20 por mês. A principal vantagem da assinatura é a disponibilidade. O serviço funcionará para o assinante mesmo quando o ChatGPT estiver com alta demanda.

Quando o período de testes começou, em janeiro deste ano, o plano pago estava sendo chamado de ChatGPT Professional. Como sabemos agora, o nome oficial é ChatGPT Plus. Mas o principal benefício, o da disponibilidade, era previsto desde o início e não mudou.

De acordo com a OpenAI, os assinantes terão:

  • Acesso geral ao ChatGPT, mesmo em momentos de pico;
  • Tempo de resposta mais rápido;
  • Prioridade no acesso a novos recursos e aprimoramentos.

O primeiro item é o mais importante. Talvez você saiba disso por experiência própria. Dependendo do volume de acessos simultâneos, o ChatGPT não funciona, o que te obriga a tentar mais tarde.

Não é difícil esse problema acontecer. O número de usuários do ChatGPT não para de crescer. Estima-se que, somente em janeiro, o serviço registrou mais de 100 milhões de usuários.

Algumas vezes, o tentar mais tarde significa esperar apenas alguns minutos. Mas, em outras, pode ser necessário aguardar horas. O assinante do ChatGPT Plus não terá esse problema. Pelo menos essa é a promessa.

Por enquanto, só nos Estados Unidos

No anúncio oficial, a OpenAI explica que, nesta fase de início, o ChatGPT Plus estará disponível somente nos Estados Unidos. Os interessados que preencheram a lista de espera após o anúncio dos testes serão convidados a aderir ao serviço nas próximas semanas.

Mas, sim, a OpenAI planeja lançar o ChatGPT Plus em outros países. Essa expansão progressiva sugere que cada mercado terá uma precificação diferente. A companhia também estuda a possibilidade de lançar planos de baixo custo, bem como opções corporativas.

Que conste que o plano pago não deixará a OpenAI reclusa em seu próprio mundo. A parceria com a Microsoft, para levar o ChatGPT para o Azure e o Bing, está mantida. Não é por coincidência que o Google está preparando uma serviço rival.

Para quem não está disposto a pagar ou usar o ChatGPT via ferramentas de terceiros, a OpenAI tranquiliza: a versão gratuita continuará funcionando. A própria empresa explica que as assinaturas a ajudarão a aumentar a disponibilidade do acesso gratuito.

Receba mais sobre ChatGPT Plus na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados