Resposta do Google ao ChatGPT pode ser anunciada na semana que vem

Google confirmou que se prepara para lançar ferramentas de IA nas próximas semanas; reação ao ChatGPT pode ser anunciada no dia 8 de fevereiro

Emerson Alecrim
Por
Marca do Google (Imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)
Google (imagem: Vitor Pádua/Tecnoblog)

Que o Google está em “alerta vermelho” por causa do ChatGPT não é novidade. O que ninguém espera é que uma reação venha rápido. Mas parece que vai vir. O CEO Sundar Pichai confirmou que a companhia se prepara para lançar ferramentas de inteligência artificial (IA). Novidades podem ser anunciadas já na próxima semana.

Falando assim, parece que a IA é uma novidade para o Google. Mas o conceito faz parte dos serviços da companhia há muito tempo. Um exemplo: talvez você tenha notado que, nos últimos meses, as traduções do Google Tradutor melhoraram muito.

Elas ainda não são perfeitas, mas têm muito menos inconsistências do que traduções de três ou quatro anos atrás. Em grande parte, isso é resultado dos esforços do Google em aprendizagem de máquina e inteligência artificial como um todo.

O problema, para o Google, é que o ChatGPT chegou com uma nova abordagem. Enquanto o buscador aponta onde estão as respostas que o usuário procura, o ChatGPT entrega o que o usuário pediu ali mesmo.

Se as respostas são corretas, é outra história. Mas elas estão lá, como se você estivesse conversando com um oráculo.

Como vai ser a reação do Google?

Ainda não sabemos totalmente. Porém, durante uma videoconferência sobre resultados financeiros realizada nesta semana, Pichai comentou que o Google planeja “desbloquear as incríveis oportunidades que a IA proporciona”. Ou seja, tem algo realmente vindo aí.

Na mesma videoconferência, o executivo afirmou que as pesquisas anteriores do Google com inteligência artificial contribuíram para o surgimento dos “aplicativos generativos de IA que você começa a ver hoje”.

É como se Pichai quisesse dizer que a empresa não tem uma ferramenta similar ao ChatGPT neste momento, mas que, apesar disso, não está ficando para trás na “corrida” pela IA.

Nesse sentido, o CEO do Google explicou que a companhia tem grandes planos para os próximos meses, mas que esse trabalho começou no início do ano passado. A atual versão do ChatGPT foi liberada publicamente no final de novembro de 2022, vale lembrar.

Evento em 8 de fevereiro

Na próxima quarta-feira (8), o Google fará o Live from Paris. Online, o evento abordará buscas, mapas e “além”. Há expectativa de que, nesse “além”, a companhia dê mais detalhes sobre a sua resposta ao ChatGPT.

Pelo menos Sundar Pichai liberou uma pista na videoconferência desta semana. O executivo confirmou que o LaMDA será o primeiro modelo de linguagem que o Google usará para competir com o ChatGPT.

Apresenação do LaMDA por Sundar Pichai, CEO do Google (imagem: reprodução/Google)
Apresenação do LaMDA por Sundar Pichai, CEO do Google (imagem: reprodução/Google)

Não surpreende. O LaMDA é um modelo de linguagem para conversações que o Google vem desenvolvendo desde 2021. Uma evolução, o LaMDA 2, foi apresentado em 2022. A empresa deve começar por essa versão ou uma evolução dela, portanto. O acesso ao mecanismo está previsto para as próximas semanas.

Enquanto isso, a concorrência segue o seu caminho. Nesta semana, a OpenAI anunciou o ChatGPT Plus, versão paga (US$ 20 por mês) que dá acesso prioritário ao serviço, além de respostas mais rápidas.

Com informações: The Verge, Engadget.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados