Escassez de chips afeta Apple e gera atraso na produção de iPad e MacBook

Crise global no abastecimento de chips e outros componentes já prejudica fabricação das linhas MacBook e iPad

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 1 ano e 7 meses
MacBook Pro (2020) com Apple M1 (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
MacBook Pro (2020) com Apple M1 (imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Em 2020, o lançamento da linha iPhone 12 sofreu atrasos por conta da dificuldade da Apple de obter chips. Cerca de seis meses depois, a companhia voltou a enfrentar problemas do tipo: parte da produção das linhas MacBook e iPad foi adiada porque a Apple não vai receber componentes nos prazos estipulados.

É o que revela o Nikkei Asia. Pessoas próximas à Apple informaram ao veículo que o atual cenário de escassez de chips dificulta a montagem de determinados componentes em placas de circuito direcionados à linha MacBook.

No caso do iPad, a Apple enfrenta problemas no fornecimento de telas e peças relacionadas a esse tipo de componente.

Diante das dificuldades, a companhia se viu obrigada a adiar o recebimento de determinados lotes de componentes do primeiro para o segundo semestre de 2021. A consequência não poderia ser outra: atraso na produção.

Não ficou claro quais versões de MacBooks e iPads foram afetadas, tampouco se a dificuldade de abastecimento de componentes envolve modelos que ainda não foram lançados.

O problema da escassez de chips é global e afeta diversos segmentos da indústria, não só os de dispositivos móveis e computadores. No entanto, o fato de a Apple também enfrentar dificuldades com isso causa alguma apreensão no mercado, afinal, a empresa é conhecida por ter recursos e experiência em mobilizar rapidamente a sua cadeia de suprimentos.

De modo resumido, a impressão é esta: se a Apple continua enfrentando problemas, é porque a escassez de componentes no mercado está piorando. Analistas apontam que o problema não deverá ser resolvido — ou, ao menos, amenizado — antes de 2022.

No caso da Apple, as fontes consultadas pelo Nikkei Asia sinalizaram que, por ora, a produção de iPhones está normalizada, mas que o fornecimento de alguns componentes para essa linha já segue prazos bastante apertados.

Não vai ser surpresa se, assim como a atual geração, o lançamento da linha iPhone 13 também sofrer atraso, portanto. Também é possível que o problema da escassez de chips resulte em aumento de preços nos produtos da Apple.

A empresa foi procurada, mas preferiu não comentar o assunto.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados