Fundador do Telegram comenta “segredo” que faz app crescer 40% ao ano

Após Telegram se tornar aplicativo mais baixado do mundo em janeiro, Pavel Durov publicou mensagem com recado ao WhatsApp

Victor Hugo Silva
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Aplicativo do Telegram (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)
Aplicativo do Telegram (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)

O fundador do Telegram, Pavel Durov, comentou o fato do aplicativo ter sido o mais baixado no mundo em janeiro. Segundo levantamento da Sensor Tower, o mensageiro teve mais de 63 milhões de downloads em todo o mundo no primeiro mês de 2021. Para Durov, há uma explicação simples para o crescimento do app entre os usuários.

Em seu canal no Telegram, ele afirmou que o segredo para o aplicativo se tornar cada vez mais popular é a “consistência”. O executivo afirma que isso também explica o fato da base de usuários do mensageiro ter crescido ao menos 40% por ano desde seu lançamento, em agosto de 2013.

“Nos últimos sete anos e meio, defendemos consistentemente a privacidade de nossos usuários e melhoramos regularmente a qualidade e o conjunto de recursos de nossos aplicativos”, afirmou. “Qualquer pessoa que permanece fiel a seus valores e aplica um esforço concentrado por um longo período de tempo está fadada ao sucesso em sua área”.

A declaração é um recado do Telegram para o WhatsApp, que anunciou uma mudança em sua política de privacidade. O documento retirou o trecho que tratava a possibilidade de não trocar dados com o Facebook. Na prática, a opção já não era oferecida desde 2016, quando o serviço pediu permissão para compartilhar as informações.

No entanto, o anúncio da nova política causou uma reação negativa entre os usuários. Para tentar explicar a mudança, o WhatsApp utilizou stories, anúncios em jornais e comunicados. A decisão continuou sendo criticada e a plataforma resolveu adiar a alteração, passando o início dos novos termos de 8 de fevereiro para 15 de maio de 2021.

Telegram ganha usuários em queda do WhatsApp

O crescimento do Telegram ocorre enquanto seu principal concorrente perde usuários. No Brasil, por exemplo, o WhatsApp segue presente em quase todos os celulares, mas registra queda no número de usuários diários. É o que aponta a pesquisa Panorama Mobile/Opinion Box, que foi realizada de 20 a 27 de janeiro com 2.226 entrevistados e tem margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

O levantamento aponta que a base de usuários que afirma acessar o WhatsApp “todo dia” caiu de 95% para 86% nos últimos seis meses. Esta foi a primeira vez que o mensageiro teve queda fora da margem de erro no número de usuários diários. Ao mesmo tempo, a base que afirma usar o aplicativo “quase todo dia” subiu de 4% para 9%.

A mudança na política de privacidade é apontada como a principal explicação para a queda do WhatsApp. Além do Telegram, a irritação por conta do compartilhamento de dados com o Facebook beneficiou outro aplicativo. O Signal, que costumava ficar de fora da lista dos 100 apps mais baixados, chegou ao primeiro lugar na App Store em 44 países e no Google Play em 14 países.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Victor Hugo Silva

Victor Hugo Silva

Ex-autor

Victor Hugo Silva é formado em jornalismo, mas começou sua carreira em tecnologia como desenvolvedor front-end, fazendo programação de sites institucionais. Neste escopo, adquiriu conhecimento em HTML, CSS, PHP e MySQL. Como repórter, tem passagem pelo iG e pelo G1, o portal de notícias da Globo. No Tecnoblog, foi autor, escrevendo sobre eletrônicos, redes sociais e negócios, entre 2018 e 2021.

Canal Exclusivo

Relacionados