Galaxy S23 deve receber Galaxy AI até o fim do ano

Samsung estuda formas de liberar as ferramentas de inteligência artificial para o celular flagship de 2023.

Thássius Veloso
Por
Galaxy S23 Ultra, celular com sensor CMOS de 200 megapixels (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)
Galaxy S23 Ultra, celular com sensor CMOS de 200 megapixels (Imagem: Paulo Higa/Tecnoblog)

Direto de San José, EUA – O Galaxy S23 deve ser o próximo celular da Samsung a receber o Galaxy AI, conjunto de ferramentas de inteligência artificial que estreou no Galaxy S24. A fabricante não divulgou oficialmente a informação, mas nós apuramos que os testes estão sendo feitos para que o flagship de 2023 também seja beneficiado pela nova plataforma.

O Galaxy AI foi anunciado na última quarta-feira (dia 17). Por meio dele, o Android 14 passa a contar com ferramentas para sugestões de mensagens, tradução simultânea, edição mais sofisticada de fotos e o recurso Circule para Pesquisar, desenvolvido em parceria com o Google.

As novidades chegam primeiro ao Galaxy S24, que está em pré-venda por preços a partir de R$ 5.999 no Brasil. Mais caro, o Galaxy S24 Ultra sai por a partir de R$ 9.999.

A linha composto por Galaxy S23, Galaxy S23 Plus e Galaxy S23 Ultra atenderia aos requisitos técnicos para rodar a plataforma de inteligência artificial. Ele conta com o competente chip Snapdragon 8 Gen (Qualcomm), memória RAM a partir de 8 GB e NPU (Unidade de Processamento Neural) quase 50% mais eficiente do que a geração.

As nossas apurações diretamente dos Estados Unidos estão em linha com as falas da alta liderança da Samsung. Hoje mesmo, eu publiquei a entrevista com Gustavo Assunção, vice-presidente de dispositivos móveis no Brasil. Ele afirma que a Samsung quer democratizar o acesso às ferramentas de inteligência artificial generativa.

Mão segurando smartphone, exibindo texto na tela do aparelho
Galaxy AI tem função de formatação automática de conteúdo (Foto: Thássius Veloso/Tecnoblog)

Assunção não chega a citar os modelos, mas fala que dois a três smartphones devem estrear o Galaxy AI provavelmente no segundo semestre. Não custa lembrar: parte do processamento ocorre no próprio dispositivo, mas outra parte recorre à nuvem (em especial os recursos de IA generativa).

Outro ponto importante do bate-papo tem a ver com a gratuidade do Galaxy AI. Alguns veículos da imprensa estrangeira noticiaram que a Samsung avalia cobrar pelas ferramentas (que saem de graça hoje em dia) no fim de 2025. Por sua vez, o VP brasileiro nos disse que “não tem planos de cobrar” pelo Galaxy AI.

Thássius Veloso viajou aos Estados Unidos a convite da Samsung

Relacionados