Google Dreamix é uma IA que cria e edita vídeos para você

Tecnologia permite criar vídeos a partir de uma imagem ou de um vídeo já pronto; basta escrever o que quer que aconteça que a IA fará o trabalho

Ricardo Syozi
Por
Dreamix (Imagem: Divulgação / Google)

Pesquisadores do Google apresentaram o Dreamix, um editor de vídeo que usa inteligência artificial para modificar conteúdo já existente ou gerar novos vídeos a partir de uma única imagem inicial. A ferramenta permite que criadores pensem em outras formas de testar ideias, experimentando novas linhas de movimentos e ações. Contudo, a gigante de buscas não tem intenção de lançar a tecnologia para o público.

Desenvolvido com o objetivo de realizar “pesquisas avançadas sobre ferramentas para permitir os usuários a animar seus conteúdos pessoais”, o Google Dreamix é baseado no sistema de difusão estável. Ele usa textos para gerar imagens, buscando ser o mais próximo possível da necessidade do indivíduo.

Para editar vídeos ou criá-los, a inteligência artificial pega o material fonte e passa pelo modelo de difusão. Em seguida, utiliza as palavras para formar o produto final.

Por exemplo: no vídeo abaixo, a pessoa pegou uma foto e pediu para a IA produzir um vídeo que contém “uma tomada debaixo d’água de uma tartaruga marinha com um tubarão se aproximando por trás”. O resultado é bastante interessante.

Já no que diz respeito a edição do vídeo em si, o Dreamix também consegue pegar algo pronto e criar a partir daí. No exemplo a seguir, a inteligência artificial teve como base um curto conteúdo de uma praia. Assim, a pessoa pediu para que fosse gerado algo com “uma praia com palmeiras e gansos na água”.

Mais uma vez, o resultado empolga:

É claro que o produto ainda está em fase de testes, mas já é um passo interessante, ainda mais se compararmos com algo como o chamado Neural Radiance Fields (NeRF), que usa modelos 3D e os emenda com movimentos de câmera e outras imagens.

Ferramenta é a primeira do tipo

A tecnologia surgiu a partir de uma parceria entre a gigante de buscas e a Universidade Hebraica de Jerusalém. De acordo com as palavras do Google, o Dreamix é o primeiro método baseado em difusão que é “capaz de realizar movimento baseado em texto e edição de aparência de vídeos em geral”.

Outra parte importante do projeto é a ideia de que a empresa busca por um alto nível de fidelidade no produto final. Ela afirma que o processo exige a adição de um estágio preliminar de ajuste fino do modelo no vídeo original. Dessa maneira, o resultado fica o mais próximo possível da primeira versão, mas com o novo conteúdo.

Na apresentação, a companhia explica de um jeito mais simplificado como a IA funciona durante as etapas de edição:

Primeiramente, transformamos a imagem em um vídeo bruto por operações simples de processamento, como replicação e projeções geométricas em perspectiva, e depois usamos nosso editor de vídeo geral para animá-la.

Por fim, o Google divulgou um vídeo completo sobre os testes feitos com a inteligência artificial:

Produto não deverá chegar para o público

Que a novidade empolga, isso é verdade. No entanto, os usuários comuns não deverão colocar as mãos nela tão cedo, ou talvez nunca.

A verdade é que o Dreamix foi desenvolvido para testar a tecnologia e, a partir dela, criar produtos futuros. Isso porque há diversas opções de uso da ferramenta, de propagandas a animações curtas. É possível pensar mais a fundo e deduzir que criminosos poderiam utilizar a IA para enganar pessoas ou, até mesmo, promover caos ou chantagens.

Sendo assim, enquanto a OpenAI lança projetos focados no consumidor, o Google ainda complica um pouco mais com suas ideias.

Com informações: Google Dreamix.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ricardo Syozi

Ricardo Syozi

Ex-autor

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. No Tecnoblog, autor entre 2021 e 2023. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral.

Canal Exclusivo

Relacionados