Google Play encerra vendas de músicas no mundo inteiro

Play Música foi descontinuado para que o Google se concentre em seu serviço de streaming mais recente, o YouTube Music

Ana Marques
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
YouTube Music e Google Play Música no Android. (Imagem: André Fogaça/Tecnoblog)
YouTube Music e Google Play Música no Android. (Imagem: Tecnoblog)

O Google anunciou em agosto que o Google Play Música seria descontinuado a partir de setembro, iniciando pela Austrália e pela Nova Zelândia – e em outubro no resto do mundo. Nesta segunda-feira (12), em mais um passo para o fim do serviço, o Google encerrou a venda de músicas na plataforma para dar lugar ao YouTube Music.

O aplicativo do Google Play Música ainda está disponível na Play Store, mas com um aviso:

“O YouTube Music substituirá o Play Música, mas não se preocupe. A mudança não será feita de uma hora para a outra. Se quiser, você já pode transferir sua biblioteca para o YouTube Music e migrar para o novo serviço. Basta fazer o download do app YouTube Music.”

Busca por músicas perde espaço na Play Store

A compra de música perdeu destaque na Play Store em agosto, com o redesenho da loja de aplicativos. Como foi reportado previamente pelo 9To5Google, nesta segunda-feira, o Google já não exibe mais a opção para procurar música no menu da loja.

Em breve, o Google Play Música deve ser encerrado por completo e todos os dados de contas devem ser excluídos. Os usuários têm até dezembro de 2020 para migrar suas playlists, uploads e compras para o YouTube Music com auxílio de uma ferramenta de transferência.

Com informações: 9To5Google

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ana Marques

Ana Marques

Gerente de Conteúdo

Ana Marques é jornalista e cobre o universo de eletrônicos de consumo desde 2016. Já participou de eventos nacionais e internacionais da indústria de tecnologia a convite de empresas como Samsung, Motorola, LG e Xiaomi. Analisou celulares, tablets, fones de ouvido, notebooks e wearables, entre outros dispositivos. Ana entrou no Tecnoblog em 2020, como repórter, foi editora-assistente de Notícias e, em 2022, passou a integrar o time de estratégia do site, como Gerente de Conteúdo. Escreveu a coluna "Vida Digital" no site da revista Seleções (Reader's Digest). Trabalhou no TechTudo e no hub de conteúdo do Zoom/Buscapé.

Canal Exclusivo

Relacionados