Microsoft estaria testando uma versão do Windows para Steam Deck

Projeto criado em hackathon interno quer resolver problemas do Windows em consoles handheld, “PCs de mão” na tradução literal; vídeo do projeto foi divulgado no Twitter

Felipe Freitas
Por
Steam Deck (Imagem: Divulgação/Valve)
Steam Deck (Imagem: Divulgação/Valve)

Funcionários da Microsoft criaram um projeto para desenvolver uma versão do Windows para consoles portáteis — formato que ganhou força com o Switch e com o Steam Deck. O “Modo Handheld” para Windows foi apresentado em um hackathon realizado pela Microsoft para os seus empregados. O vídeo da apresentação foi vazado no Twitter e foca nos problemas do sistema operacional quando instalado no Steam Deck.

O hackathon em que o projeto foi criado aconteceu em setembro de 2022. No meio das melhorias do sistema operacional em handhelds, há até um “velho recurso” mostrado pela Microsoft.

Não há informações (ou vazamentos) se a Microsoft aprovou e deu sequência ao projeto do hackathon, mesmo que no vídeo o funcionário diga que a empresa precisa levar a sério o Windows em consoles portáteis. Todavia, é uma ideia que a empresa não deveria perder tempo.

Steam Deck roda Windows, mas nem tanto

O Steam Deck sai de fábrica com o SteamOS 3, baseado em Linux, e permite que o usuário instale Windows ou outro sistema operacional. Só que o SO da Microsoft não “roda liso” no PC handheld. Ele nunca foi preparado para um dispositivo de mão.

No vídeo do pitch do Windows para consoles portáteis, o narrador apresenta de modo conciso os problemas de usar o sistema operacional no Steam Deck. Entre os problemas estão a falta de suporte para controles fora da Steam, falha dos jogos em reconhecer o tamanho da tela e até mesmo os games não abrindo — ainda que o console rode praticamente todos os jogos da Steam, incluindo Elden Ring.

Como mostrado no vídeo, fora os problemas para gameplays, o Windows também não entrega uma boa experiência no Steam Deck. Um bom exemplo disso é o teclado virtual. Se você quer digitar alguma coisa na pesquisa, sofrerá na digitação. Um segundo vídeo vazado mostra a versão MVP (mínimo produto viável) do Windows Handheld Mode — nome dado pela equipe do Hackathon.

Neste segundo vídeo, o narrador explica que as alterações na usabilidade do Windows para portáteis resolveu os problemas mais básicos, incluindo suporte para controles fora da Steam. A barra de tarefas flutuante, que já apareceu em uma apresentação com Satya Nadella, foi adotada na versão do SO.

Windows para PCs handheld é ideia lógica para a Microsoft

Mesmo que ainda seja um projeto interno, desenvolvido em uma atividade para funcionários, um modo do Windows para consoles portáteis, “PCs de mão”, handhelds, é um caminho lógico para a Microsoft.

A empresa possui o Xbox Game Pass, investe forte no cloud gaming, e se beneficiaria de uma interface mais amigável do Windows em consoles portáteis. Sem falar que há companhias apostando nesse formato de dispositivo.

Vídeo vazado no Twitter mostra protótipo com Windows para consoles portáteis (Imagem: Reprodução/Twitter)
Vídeo vazado no Twitter mostra exemplo de launcher de jogos em protótipo de console portátil (Imagem: Reprodução/Twitter)

Sem citar o Steam Deck e o Switch (que não é um PC de mão), a Razer lançou o Edge, um “tablet gamer”. A Asus apresentou o ROG Ally em 1º de abril e teve que confirmar dois dias depois que ele é real. O console portátil da Asus roda Windows 11, mas está longe do lançamento. Logo, não sabemos como o sistema rodará neste dispositivo.

Porém, o Ayaneo 2 usa o Windows e algumas reviews não gostam do resultado. O que temos certeza por agora é que há empresas investindo em consoles portáteis e que o mercado está gostando. Só falta a Microsoft ampliar o acesso ao Game Pass.

Com informações: The Verge

Receba mais sobre Windows na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Felipe Freitas

Felipe Freitas

Repórter

Felipe Freitas é jornalista graduado pela UFSC, interessado em tecnologia e suas aplicações para um mundo melhor. Na cobertura tech desde 2021 e micreiro desde 1998, quando seu pai trouxe um PC para casa pela primeira vez. Passou pelo Adrenaline/Mundo Conectado. Participou da confecção de reviews de smartphones e outros aparelhos.

Canal Exclusivo

Relacionados