Zoom é notificado pelo Ministério da Justiça por compartilhar dados

Autoridades brasileiras querem que Zoom explique dados enviados ao Facebook

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Zoom (Imagem: Divulgação/Zoom)

As falhas de segurança e privacidade que o Zoom vem apresentando levaram o Ministério da Justiça e Segurança Pública a notificar, por meio do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, a empresa responsável pelo serviço. As autoridades brasileiras querem saber, sobretudo, se o aplicativo de videochamadas compartilha dados com o Facebook.

De fato, há denúncias contra o Zoom nesse sentido. Uma reportagem da Motherboard aponta que o aplicativo do serviço para iOS compartilhava determinados dados de usuários com o Facebook, inclusive daqueles que não tinham conta na rede social.

Não que essa prática seja incomum. Muitos serviços utilizam kits de desenvolvimento de software (SDKs) do Facebook para ter acesso a determinados recursos. A contrapartida é que essa abordagem leva ao envio de dados à plataforma criada por Mark Zuckerberg.

No caso do Zoom, o agravante estava na política de privacidade e nos termos de uso do serviço, que não deixavam claro ao usuário que seus dados poderiam ser compartilhados com serviços de terceiros.

Diante da repercussão do assunto, a Zoom Video Communications atualizou o aplicativo para iOS com o intuito de interromper o envio de dados ao Facebook. Apesar disso, o Ministério da Justiça e Segurança Pública quer explicações.

Na notificação enviada à empresa, as autoridades brasileiras pedem, por exemplo, que a Zoom informe quais usuários têm dados compartilhados, por quais motivos isso ocorre e em quais sistemas operacionais esse procedimento é realizado.

A Zoom também terá que explicar se, de fato, há compartilhamento de dados até de usuários que não têm conta no Facebook e qual a base legal para a coleta dessas informações.

O prazo dado pelo Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor para o envio das respostas pela Zoom é de 10 dias a partir da notificação. Se os esclarecimentos não forem fornecidos, um processo administrativo deverá ser aberto, procedimento que pode inclusive resultar em multa.

Com informações: Folha de S.Paulo.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados