Netflix anuncia parceria no Japão para lançar animes originais

Entre os parceiros da Netflix está o grupo CLAMP, de Sakura Card Captors

Emerson Alecrim
Por
• Atualizado há 2 anos e 5 meses
Netflix - criadores japoneses de animes

Disponibilizar os 21 filmes do Studio Ghibli foi uma jogada de mestre da Netflix, mas quem gosta de animes pode esperar mais, muito mais: nesta semana, a companhia anunciou um acordo com seis criadores japoneses para lançar séries de animação exclusivas para a plataforma.

São parceiros de peso. O destaque vai para o grupo CLAMP, responsável por Sakura Card Captors. Os outros nomes são: Shin Kibayashi (The Kindaichi Case Files), Yasuo Ohtagaki (Mobile Suit Gundam: Thunderbolt), Otsuichi (Goth), Tow Ubukata (Mardock Scramble) e Mari Yamazaki (Thermae Romae).

Como a própria Netflix faz questão de destacar, esses parceiros “representam uma mistura de artistas de mangá, romancistas, roteiristas e cineastas que tiveram papel fundamental na popularidade explosiva do anime no mundo atual”.

Ainda não há informações sobre quando e quais títulos serão disponibilizados graças a esse acordo. Havia expectativas sobre alguns anúncios serem feitos no AnimeJapan 2020, mas o evento foi cancelado por conta da propagação do coronavírus (Covid-19).

De todo modo, se considerarmos a relevância dos parceiros, fãs de produções japonesas podem esperar por obras originais bastante interessantes — talvez algumas sejam lançadas ainda em 2020.

A Netflix explica que, além das séries, a parceria deve resultar em “publicações e produtos variados”. É de se imaginar, portanto, que mangás e outros tipos de entretenimento baseados nos animes originais também serão disponibilizados.

Receba mais sobre Netflix na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Emerson Alecrim

Emerson Alecrim

Repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais e negócios. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Em 2022, foi reconhecido no Prêmio ESET de Segurança em Informação. Em 2023, foi reconhecido no Prêmio Especialistas, em eletroeletrônicos. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém o site Infowester.

Canal Exclusivo

Relacionados