Os carros da Prefeitura de São Paulo serão substituídos pelo serviço de transporte da 99. A empresa venceu uma licitação e fechou um contrato de R$ 50 milhões por 12 meses para transportar os funcionários públicos, que percorrem cerca de 1,7 milhão de quilômetros por mês.

De acordo com o Valor, 15 mil funcionários têm benefício de transporte — a prefeitura possui, atualmente, 129 mil servidores. Em 2016, o município gastou R$ 170 milhões para manter dois mil carros alugados, mais que o triplo do contrato fechado com a 99. Esses veículos serão leiloados ou devolvidos para as locadoras, segundo a Veja, mas o dinheiro economizado ainda não tem destino certo.

A 99 venceu a licitação contra Cabify, Easy e as principais cooperativas de táxi da capital paulista. (O Uber informa, por meio de assessoria, que não participou desse processo.) A prefeitura analisou critérios técnicos, como a área de cobertura e o tempo de atendimento, além do fator preço. No caso da 99, o serviço será oferecido a um custo de R$ 2,46 por quilômetro rodado, que vale para todas as modalidades, incluindo veículos convencionais, adaptados e luxuosos.

O contrato já está em vigor e tem duração de 12 meses, podendo ser renovado por mais 12 meses.

Atualizado às 17h49

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados