MobizapSP começa a funcionar nas ruas de São Paulo

Plataforma da Prefeitura quer se destacar por oferecer preços e condições melhores do que concorrentes como a Uber; adesão ainda é pequena, mas pode aumentar

Ricardo Syozi
Por
Aplicativo do MobizapSP (Imagem: Ricardo Syozi / Tecnoblog)

Após o lançamento do aplicativo de viagens MobizapSP no dia 9 de março, a Prefeitura de São Paulo anunciou que a corrida inaugural vai ocorrer na quinta-feira (23) às 12h. A primeira viagem fará o trajeto entre a Alameda Jaú e o Viaduto Jacareí, pontos conhecidos dos paulistas. Segundo o comunicado, essa é a oportunidade para os usuários conferirem na prática as funcionalidades do serviço.

Depois da corrida inaugural, todas as funções do app estarão disponíveis para uso geral a partir das 13h. A Prefeitura de São Paulo afirmou que inicialmente há 23.224 usuários e 25.866 motoristas cadastrados no MobizapSP.

Para quem quiser fazer viagens com o serviço, é preciso baixar o aplicativo “mobizapSP Passageiro” e se cadastrar com suas informações pessoais, como nome e número de telefone. Já para quem deseja trabalhar com a plataforma, o app necessário é o “mobizapSP Motorista“, que exige um breve cadastro e validação dos dados. Ambos estão presentes tanto no Android quanto iOS.

Assim, vale prestar atenção, pois se você for usar apenas um dos modelos, não há a necessidade de baixar ambos programas no seu celular.

centro de são paulo
São Paulo terá uma nova opção de app de mobilidade (Imagem: Pixabay / alexramos10)

MobizapSP quer ser diferente da Uber

Para bater de frente com a concorrência, a novidade da Prefeitura de SP quer oferecer condições mais interessantes tanto para motorista quanto passageiro.

Quando o MobizapSP foi anunciado, a marca destacou que não há tarifa dinâmica nas viagens. Em outras palavras, o preço não muda mesmo em horários de pico ou diferentes locais, o que deve agradar os usuários.

Além disso, o serviço afirma que vai remunerar melhor os condutores do que seus concorrentes. De acordo com o comunicado, a taxa de administração é de 10,95% (fixa). Isso quer dizer que quem estiver atrás do volante receberá cerca de 89% do valor da corrida.

Com isso, a plataforma ganha destaca por prometer mais economia para quem pede a corrida e mais retorno financeiro para seus colaboradores.

Mas o MobizapSP é realmente diferente?

Nos testes que fiz, notei que os preços do MobizapSP são um pouco mais baratos do que os da Uber. Por exemplo: para um trajeto de 3,8 km, a plataforma da Prefeitura de São Paulo cobrou R$ 14,94 no modelo “Econômico”, enquanto o “UberX” estava cobrando R$ 16,98. Lembrando que os tipos são equivalentes.

mobizapSP e Uber
Diferença de valores entre o MobizapSP e a Uber (Imagem: Ricardo Syozi / Tecnoblog)

Os meios de pagamento aceitos na nova plataforma são: dinheiro, cartões de crédito, débito e crédito no aplicativo. Com esse último, você pode adicionar valores de recarga, que serão utilizados após uma viagem completa, algo muito parecido com o Uber Cash.

A interface é mais simples do que outros apps de mobilidade. Ele ainda não tem muitos recursos, apenas os mais básicos. No entanto, não podemos esquecer que se trata de uma primeira versão. Depois de sua estreia oficial, pode ser que novidades acabem surgindo.

No fim das contas, a diferença não é tão grande, mas já consegue dar motivos para uma pessoa experimentar a nova opção de mobilidade.

Com informações: MobizapSP.

Receba mais sobre São Paulo (Estado) na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Ricardo Syozi

Ricardo Syozi

Ex-autor

Ricardo Syozi é jornalista apaixonado por tecnologia e especializado em games atuais e retrôs. Já escreveu para veículos como Nintendo World, WarpZone, MSN Jogos, Editora Europa e VGDB. No Tecnoblog, autor entre 2021 e 2023. Possui ampla experiência na cobertura de eventos, entrevistas, análises e produção de conteúdos no geral.

Canal Exclusivo

Relacionados