Samsung apresenta Galaxy S4 no Brasil

Smartphone começa a ser vendido a partir do dia 8 de maio.
Galaxy Mega 6.3 e Galaxy Note 8.0 também serão vendidos no país.

Paulo Higa
Por
• Atualizado há 4 dias
galaxy-s4-rio

A Samsung organizou hoje um evento na Marina da Glória, na cidade do Rio de Janeiro, para apresentar oficialmente o Galaxy S4, novo smartphone topo de linha com hardware poderoso e suporte ao 4G brasileiro, que foi liberado hoje nas cidades-sede da Copa das Confederações pelas quatro grandes operadoras do país.

galaxy-s4

No Brasil, dois modelos do Galaxy S4 estarão disponíveis para venda, tanto na cor branca quanto na cor preta. São eles:

  • GT-i9500: conexão 3G, processador octa-core Exynos 5 (quatro núcleos Cortex-A15 de 1,6 GHz e quatro núcleos Cortex-A7 de 1,2 GHz) e GPU PowerVR SGX 544MP3;
  • GT-i9505: conexão 4G, processador quad-core Snapdragon 600 de 1,9 GHz e GPU Adreno 320.
Dan Stulbach e Michel Piestun, vice-presidente de telecom da Samsung Brasil, apresentando o Galaxy S4
Dan Stulbach e Michel Piestun, vice-presidente de telecom da Samsung Brasil, apresentando o Galaxy S4

Eles possuem tela Super AMOLED de 5 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels (441 ppi) e o novo Gorilla Glass 3 para proteção contra arranhões. São 2 GB de RAM, bateria de 2.600 mAh e câmera de 13 megapixels, que filma em 1080p.

No Brasil, apenas o modelo com 16 GB de armazenamento interno será vendido. Como o Galaxy S4 possui entrada para cartões microSD de até 64 GB, Michel Piestun, vice-presidente de telecom da Samsung Brasil, julga que o Galaxy S4 de 16 GB é suficiente para o mercado brasileiro. A Samsung, entretanto, não descartou uma possível vinda dos modelos de 32 GB e 64 GB: eles podem ser lançados “dependendo da demanda”.

Na sessão de perguntas e respostas, a Samsung desmentiu mais uma vez a história de que os aparelhos Galaxy vendidos no Brasil não possuem tela com Gorilla Glass. O Galaxy S4 brasileiro terá, sim, Gorilla Glass 3 – não faria sentido desenvolver uma tela especificamente para um mercado, segundo os executivos.

O Galaxy S4 será produzido no Brasil, nas fábricas da Samsung em Campinas (SP) e Manaus (AM). No entanto, ele não será beneficiado pela Lei do Bem, que define um valor máximo de R$ 1,5 mil. Por aqui, o Galaxy S4 com conexão 4G estará disponível por R$ 2.499, enquanto o modelo com 3G será vendido por R$ 2.399.

galaxy-s4-data-vendas

Na região Sudeste e em Brasília, o Galaxy S4 poderá ser comprado a partir do dia 8 de maio. Para as demais cidades, o lançamento acontecerá no dia 16 de maio.

galaxy-s4-acessorios-1
galaxy-s4-acessorios-2
galaxy-s4-s-view-2
S View
S View
Smart Pause
Smart Pause
Air Gesture
Air Gesture

Galaxy Mega e Galaxy Note 8.0

O Galaxy S4 não será o único aparelho a chegar ao Brasil. A Samsung também está anunciando o gigante Galaxy Mega com tela de 6,3 polegadas e o tablet Galaxy Note 8.0.

galaxy-mega

O Galaxy Mega tem processador dual-core de 1,7 GHz, 1,5 GB de RAM, 8 GB de armazenamento interno (com entrada para microSD de até 64 GB), câmera de 8 megapixels e bateria de 3.200 mAh. A tela de 6,3 polegadas tem resolução de 1280×720 pixels. Ele estará disponível a partir de julho, por R$ 1.999, com suporte ao 4G brasileiro.

galaxy-note-8

O Galaxy Note 8.0 vem com processador quad-core de 1,6 GHz, tela TFT de 8 polegadas com resolução de 1280×800 pixels, câmera traseira de 5 megapixels, 2 GB de RAM e armazenamento interno de 16 GB (com entrada para microSD de até 64 GB). O tablet já está disponível nas lojas, por R$ 1.599, na cor branca.

O editor viajou para o Rio de Janeiro a convite da Samsung.

Receba mais notícias do Tecnoblog na sua caixa de entrada

* ao se inscrever você aceita a nossa política de privacidade
Newsletter
Paulo Higa

Paulo Higa

Ex-editor executivo

Paulo Higa é jornalista com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. No Tecnoblog, atuou como editor-executivo e head de operações entre 2012 e 2023. Viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. Foi coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Canal Exclusivo

Relacionados